54,9 mil pessoas são vacinadas contra a gripe superando 2013

vacina_gripeA edição 2014 da campanha de vacinação contra a gripe em Campina Grande superou as estatísticas do ano anterior, imunizando 54.996 pessoas até a quinta-feira, 22 de maio. Em 2013, foram aplicadas 53.988 doses da vacina.  Os dados são da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Campina Grande. A campanha termina na próxima sexta-feira, 23 de maio, vacinando idosos, crianças, gestantes e portadores de doenças crônicas.

Com quase 55 mil pessoas vacinadas, o município atingiu o índice de 67,2% de vacinação entre o público-alvo da campanha. A Secretaria de Saúde informou que há vacina disponível, já que foram disponibilizadas 87 mil doses para o município. “A orientação é que o cidadão procure a aplicação da vacina no posto de saúde mais próximo de sua casa”, informou a diretora de vigilância em saúde, Eliete Nunes.

A campanha começou em 22 de abril, seguindo o cronograma nacional estabelecido pelo Ministério da Saúde, e foi prorrogada em 09 de maio. A meta é vacinar cerca de 70 mil pessoas no município, atendendo 80% do público-alvo da campanha. O resultado da campanha de vacinação está sendo avaliado como positivo pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Campina Grande, já que o município conseguiu ultrapassar as estatísticas de vacinação registradas em 2013.

Os idosos com idade a partir de 60 anos e crianças entre seis meses e cinco anos são o público-alvo da campanha, além de gestantes, mulheres com parto recente (até 45 dias) e portadores de doenças crônicas. Trabalhadores da saúde, detentos e servidores do sistema prisional também têm direito à vacinação. Até 22 de maio já foram vacinados em Campina Grande 26.290 idosos, 17.689 crianças, 4.022 gestantes e 666 puérperas.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). “A imunização é importante porque previne contra as complicações da gripe em pessoas mais sensíveis à doença. Casos graves de gripe podem levar a internações ou até mesmo ao óbito, mas podemos evitar que isso ocorra através da vacinação”, explicou Eliete Nunes.

As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. É o caso de portadores de diabetes, imunodepressão e doenças crônicas (cardíacas, respiratórias, renais, hepáticas e neurológicas), além de transplantados. Portadores de síndromes como Down, Wakany e outros também são beneficiados. Para esses grupos não há meta específica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO