Agentes da STTP utilizarão talão eletrônico de multa a partir desta quarta-feira

talonario_eletronicoA Prefeitura de Campina Grande, por meio da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP), passa a adotar o sistema da Oi Fiscalização Eletrônica a partir desta quarta-feira, 27, garantindo exatidão das informações geradas na infração. O anúncio aconteceu na manhã desta terça-feira, 26.

Durante coletiva de imprensa, realizada na sede da STTP, o superintendente Félix Neto, acompanhado da sua equipe técnica e da coordenadoria de trânsito, apresentou os benefícios da nova tecnologia disponível para a execução do trabalho diário dos agentes de trânsito.

A operadora Oi, em parceria com a STTP, está lançando na Paraíba solução de Tecnologia da Informação (TI) pioneira na região e que vai garantir a exatidão no registro das informações de infrações de trânsito. Ainda no período da tarde, no auditório da Vila do Artesão, a STTP realizou treinamento para mais de 71 agentes de trânsito que substituirão os blocos de papel pelo talonário eletrônico.

A nova tecnologia é segura, ágil e faz o registro das irregularidades de trânsito no momento do flagrante. Setenta e um agentes de trânsito passarão a usar a ferramenta em seus smartphones, garantindo assim mais agilidade e segurança.

De acordo com o Félix Neto, Campina Grande novamente sai na frente e inova com tecnologia da informação a serviço da mobilidade urbana. “Estamos trabalhando com uma maior lisura no processo da aplicação de multa, com zero de erro e com um mecanismo inovador, de forma mais clara e transparente em relação ao trabalho dos agentes”, disse.

O Oi Fiscalização Eletrônica é uma ferramenta eficaz que garante a exatidão de informações na geração da infração. Os agentes preenchem um formulário através de um smartphone já conectado com uma central de dados para registrar infrações, fiscalização em geral e gestão de acidentes de trânsito. O uso da solução aumenta a produtividade dos agentes, além de registrar os dados das infrações em tempo real, produzindo relatórios precisos. A ferramenta também melhora a eficiência operacional da Central de Controle de Tráfego.

Entenda a solução Oi Fiscalização Eletrônica

1 – O Agente de Trânsito faz a rota de fiscalização. A área coberta pelo agente é monitorada via GPS, pela central, o que permite maior agilidade no deslocamento de agentes em caso de acidentes.

2 – Quando as infrações são identificadas, o agente gera o auto de infração no local. O agente coleta uma fotografia digital da infração. A localização é inserida automaticamente.

3 – O cruzamento de Informações e a integração de bases de dados permitem identificar melhorias de controle operacional. Assim, o gestor de trânsito possui mais condições para agir estrategicamente e cumprir a missão pública da instituição.

4 – A Central consolida as informações de todos os agentes de trânsito, o que permite melhorias na definição das zonas de cobertura dos agentes de trânsito, além de acompanhamento de resultados por agente.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO