Amde já cadastrou quase 200 micros e pequenas empresas para o complexo Aluizio Campos

Alcindor_VilarimO projeto de  instalação do futuro distrito da micro e pequena empresa de Campina Grande avança a passos largos. Isto porque, a cada dia, aumenta o número de empresas interessadas em se instalar na nova área empresarial da cidade, a ser implantada no Complexo Aluísio Campos, no bairro do Ligeiro. Quando estiver em pleno funcionamento, o distrito vai ocupar uma área de 300 mil metros quadrados.

Entusiasmado com a grande aceitação do projeto junto à classe empresarial de Campina Grande, o presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), Alcindor Vilarim, informou na manhã desta segunda-feira, 8, que 195 empresas já estão cadastradas junto ao órgão, mas esse número vai crescer nos próximos dias.

Conforme relatou, as 195 primeiras empresas já confirmadas vão representar um investimento de R$ 104 milhões. A expectativa é de que elas conquistem, anualmente, um faturamento conjunto de R$ 340 milhões. Um fato de grande relevância econômica e social é capacidade de geração de empregos, pois 9.380 empregos deverão ser gerados diretamente.

Segundo Alcindor Vilarim, as empresas do futuro distrito atuam em ramos diversificados de atividades, numa demonstração da pujança da economia e do empresariado regional, que acredita no potencial do Complexo Aluísio Campos, considerado um marco para o desenvolvimento empresarial de Campina Grande.

Ele lembrou, ainda, que o projeto idealizado pelo prefeito Romero Rodrigues gira em torno não apenas do aparato econômico, pois o complexo será integrado por mais de 4 mil casas, além dos mais diversos equipamentos comunitários. O conjunto habitacional conta com o apoio do Ministério das Cidades e só ele representa um investimento de R$ 300 milhões.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO