Após conhecer ações de saúde adotadas na assistência às crianças com microcefalia representantes de Cabo Verde visitam creche municipal e Complexo Aluízio Campos

Romero_representantes_Cabo_Verde_-Aluizio_CamposApós conhecer as ações de saúde desenvolvidas pela Prefeitura de Campina Grande e destinadas para a assistência mantida às crianças com microcefalia e seus familiares, os representantes do Governo Federal de Cabo Verde e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), visitaram no período da tarde desta quarta-feira, 1º de fevereiro, a Creche Municipal Alcides Cartaxo (localizada no bairro do Cinza), que está sendo capacitada e estruturada para receber essas crianças. Em seguida, a delegação conheceu o Complexo Habitacional Aluízio Campos, onde essas famílias terão prioridade na aquisição de unidades habitacionais.

No período da manhã a delegação, composta por cerca de 10 pessoas, visitou o Hospital Pedro I, onde foi montado o primeiro ambulatório de atendimento para essas crianças. Logo depois, todos conheceram o novo Centro Especializado em Reabilitação (CER), estrutura montada na AACD, que hoje é gerida pelo município.

Durante quase todo o dia em Campina Grande o grupo foi acompanhado pelo prefeito Romero Rodrigues e pelas secretárias de Saúde (Luzia Pinto) e de Educação (Iolanda Barbosa). Iolanda Barbosa explicou aos visitantes o processo de formação, realizado pela Secretaria Municipal de Educação, com a finalidade de preparar os cuidadores e professores das creches com berçário para o acolhimento, da melhor forma possível, das crianças que nasceram com a Síndrome Congênita do Zika Vírus.

Na Creche Municipal Alcides Cartaxo, que está sendo capacitada e estruturada para receber as crianças com microcefalia, a família de Isabele, bebê de 10 meses matriculada nessa creche municipal, foi apresentada à equipe da unidade e recebeu um kit de estimulação para o tratamento complementar da criança em casa.

“Fizemos todo um trabalho de estruturação dos berçários e de formação de nossos profissionais ao longo de 2016, com o intuito de estarmos preparados para receber os bebês neste ano. Com essa ação, estamos ampliando as políticas de assistência que a Prefeitura vem oferecendo aos bebês e suas famílias, através das secretarias de Saúde e Assistência Social, garantindo assim o seu direito à educação”, ressaltou Iolanda, ao informar que o segundo bebê será matriculado na Creche Municipal Vovó Adalgisa, localizada no bairro do Mutirão.

No Complexo Aluízio Campos, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, explicou que toda a estrutura próxima às casas está sendo pensada de forma que facilite a integração e o acompanhamento dessas crianças. Essa estruturação compreende praças, escolas, creches e Unidades Básicas de Saúde da Família, construídas próximas de suas novas residências. Romero falou também sobre o projeto do Complexo Aluízio Campos, detalhando o tipo de material utilizado na obra e questões como acessibilidade e o fato de todas as unidades habitacionais serem dotadas de equipamento de captação de energia solar.

A prioridade para essas famílias adquirirem uma moradia, no Complexo Habitacional Aluízio Campos, foi uma iniciativa da Prefeitura de Campina Grande, adotada posteriormente como regra para todo o Brasil.

Para o secretário de Planejamento do município, André Agra, que acompanhou a visita ao Aluízio Campos e conversou com a delegação cabo-verdense, o grande diferencial do Complexo é integrar habitação, comércio e indústria, além de todos os aparatos sociais que ajudarão essas famílias a terem uma melhor qualidade de vida e toda a assistência necessária para o desenvolvimento das crianças diagnosticadas com microcefalia.

“Campina Grande tem uma rede de inclusão com educação, saúde, assistência social e moradia para essas crianças. O nosso desafio em Cabo Verde é grande. Está sendo importante conhecer a experiência e os resultados positivos daqui, porque já tivemos 18 casos confirmados de microcefalia por Zika no nosso país”, explicou a assistente social do país africano, Mônica Furtado.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO