Autoridades se reúnem e discutem estratégias de segurança para o restante do Maior São João do Mundo

estrategias_segurancaCampina Grande vive, praticamente, o ápice do Maior São João do Mundo, a mais importante festa popular do interior do Brasil. Um fator fundamental para o sucesso do evento é a segurança, tema que mais uma vez foi discutido por parte de todos os setores de segurança da cidade e a organização da festa.

O encontro aconteceu na manhã desta terça-feira, 21, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. A meta é reforçar e aperfeiçoar o esquema de segurança para dar cada vez mais tranquilidade aos forrozeiros que participam do evento, que se prolongará até o dia 3 de julho.

O coordenador do Maior São João do Mundo, Temi Cabral, fez uma avaliação positiva do encontro, presidida pelo promotor de Justiça, Osvaldo Lopes, do Ministério Público da Paraíba. Segundo ele, todos os segmentos da segurança público e privada estão cada vez mais coesos para oferecer uma festa tranquila aos forrozeiros e turistas de todo país.

“Aqui temos a união de esforços de todos os órgãos de segurança pública para que tenhamos estratégias de maior controle nos acessos do Parque do Povo, além de outras importantes medidas. Queremos evitar o registro de ações criminosas, sobretudo agora no momento mais importante do evento. Assim, estamos numa etapa da festa que requer o máximo de atenção por parte de quem coordena e, sobretudo, dos responsáveis pela segurança da coletividade”, disse.

De acordo com ele, apesar de algumas ocorrências neste período de festas juninas, pode-se afirmar que pelo grande número de pessoas, com dias de quase cem mil frequentadores no Parque do Povo, o evento transcorre dentro das expectativas, havendo o permanente empenho do governo municipal para sejam reduzidos os índices de violência ao longo da programação.

Por sua vez, o promotor de Justiça, Osvaldo Lopes, destacou que o encontro desta terça-feira foi muito proveitoso, pois todos os pontos que carecem ainda de ajustes estiveram sendo abordados pelos participantes. Pelo seu relato, os acertos do atual esquema de segurança foram maiores que os erros até aqui registrados.

“É impossível não acontecerem incidentes em eventos que reúnem cerca de cem mil pessoas, como é o caso de Campina Grande, onde, felizmente, a festa transcorre com mais tranquilidade que em relação a outros centros, a exemplo de Caruaru, onde  já foram contabilizadas cinco mortes neste período”, afirmou.

Estavam presentes à reunião Temi Cabral (Coordenador do Maior São João do Mundo), jornalistas Marcos Alfredo e William Tejo Filho (Codecom), Max Silva (Guarda Municipal), Osvaldo Lopes (MP), coronel Gilberto Felipe (comandante do II BPM), Fábio Tabosa (Chefe de Gabinete da PMCG), Roberto Pinto (diretor de empresa de segurança privada), major Anuska Macedo (Corpo de Bombeiros), delegado Iasley Almeida (Polícia Civil) e outras autoridades.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO