Centro de Zoonoses de Campina recolhe animais soltos nas rodovias

zoonoses_apreensao_animaisO Centro de Zoonoses e a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambientee da Prefeitura de Campina Grande apreende, por dia, uma média de dez animais soltos pelas ruas e rodovias que cortam a cidade, sendo que a metade é animais de pequeno porte, como cães e gatos e a outra metade, de jumentos e cavalos, bois, animais de maior porte.

Além do risco de transmissão de doenças com a raiva humana e a leishmaniose, os animais causam acidentes, principalmente com motociclistas.

Dos acidentes com animais atendidos pelos SAMU, a maioria deles acontece na Rua Francisco Lopes de Almeida , e nas ruas e avenidas Dinamérica, Floriano Peixoto, Juscelino Kubitscheck, Quinze de novembro, Dr. Vasconcelos e Santo Antônio, além do Bairro do Glória . Os acidentes com motos costumam ter maior gravidade porque os condutores costumam estar em maior velocidade quando colidem com os animais, ou ao frear bruscamente, acabam derrapando e caindo.

O número de acidentes mostra que, apesar das muitas apreensões, ainda há muitos animais soltos nas ruas, vítimas do abandono ou do descuido dos proprietários, que no caso de acidentes de trânsito, nunca são identificados, explica a coordenadora do Centro de Zoonoses, Rossandra Oliveira

 Quando são localizados e apreendidos, os cães e gatos são encaminhados para adoção, mas somente depois de tratados, castrados e vacinados. Os animais de grande porte, por sua vez, como têm valor comercial ou servem como fonte de renda para os proprietários, na maioria das vezes são resgatados por eles, e mediante o pagamento de uma taxa, conforme determina o Código de Postura do município, com uma taxa de R$ 50,00, por até três dias. Se o prazo se prolongar, mais R$ 10,00 dia.

Caso isso não aconteça dentro do prazo legal, que é de dias, os animais são doados a pessoas que residam na zona rural do município, explica Rossanda. Em todos os casos, as pessoas são orientadas sobre a posse responsável dos animais para evitar que eles voltem às ruas e possam causar prejuízos à população.

A apreensão de animais soltos é feita de forma rotineira, inclusive à noite, em um itinerário que inclui as principais ruas da cidade e as rodovias federais, através de uma parceria firmada com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), mas também pode ser feita através de denúncias da população para o número: 3310-7062, Centro de Zoonoses e 3310-6125, Sesuma.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO