Comissão de deputados federais visita Ambulatório Especializado do Pedro I

Deputados_pedro_I1Representantes da Comissão Externa da Câmara de Deputados Federais destinada a acompanhar as ações de combate ao Zika Vírus e a Microcefalia visitaram a cidade de Campina Grande na tarde desta sexta-feira, 1. Os deputados federais estiveram no Hospital Municipal Pedro I conhecendo o Ambulatório Especializado no acompanhamento aos bebês com a Síndrome Congênita do Zika e as gestantes que apresentam o vírus.

Os parlamentares conheceram o serviço de fisioterapia dos bebês e conversaram com os profissionais e com as mães dos bebês. Eles escutaram as experiências da unidade e ouviram das mulheres os depoimentos sobre o atendimento que elas recebem.

O presidente da comissão, o deputado do Rio Grande do Sul Osmar Terra, disse que Campina Grande apresenta uma ótima estrutura para enfrentar o problema de saúde que estamos vivenciando. “Campina Grande é a cidade que está fazendo as coisas avançarem porque realiza as pesquisas referentes a este novo problema e dá tratamento adequado para bebês e mães”, disse.Deputados_pedro_I

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, esclareceu que o serviço montado pela prefeitura atende pacientes até de outros estados. “A nossa determinação é não fechar as portas a ninguém. Estamos atendendo atualmente 51 bebês e apenas 13 são de Campina Grande. A cada momento o número de crianças e mães atendidas aumenta e o nosso objetivo é tornar este lugar em uma referência mundial. Desde o primeiro momento estamos trabalhando com seriedade com o assunto”, explicou.

O representante da Paraíba na comissão, deputado Wilson Filho, informou que a equipe vai pleitear no Congresso mais investimentos no Centro de Referência que se tornou o Pedro I. “Vamos buscar mais recursos, investimentos para comprar mais máquinas e equipamentos e para ampliar este serviço que vem sendo oferecido. Aqui, além da estrutura, vemos muito empenho de toda a equipe envolvida”, frisou.

Osmar Terra garantiu a diretoria do Hospital que vai apresentar um projeto na Câmara a fim de expandir os serviços oferecidos pelo Ambulatório. “Aqui nós vimos o ambiente perfeito para isto. Quero que seja construído um grande centro no Pedro I com pesquisa, acompanhamento, realização de exames e creche para que essas mães deixem seus filhos pela manhã, possam trabalhar e buscá-los à noite depois de passar um dia inteiro de tratamento e acompanhamento psicológico e educacional. A ideia é que esta seja a referência para todo o Brasil neste assunto”, disse.Romero_maes_Pedro_I

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, em parceria com a UniFacisa, já disponibilizou espaço e estrutura para a instalação do Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto – Ipesq. A comissão também visitou as salas do Ipesq no Pedro I, instituto que tem recebido apoio da Prefeitura para desenvolver pesquisas referentes à Zika e à Síndrome Congênita do Zika.

A doutora Adriana Melo, que estabeleceu a relação dos casos de danos cerebrais nas crianças com o vírus, explicou aos deputados os trabalhos que vêm sendo realizados e os desafios a ser contornados. “Duas grandes novidades vão possibilitar que o atendimento e as pesquisas evoluam. O Pedro I recebeu uma nova maquina de ultrassonografia e vai receber um equipamento de exames de sangue para detectar a zika. Estamos avançando”, disse.Romero_maes_Pedro_I1

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO