Coordenação do São João retira barraca e ambulantes que exploravam trabalho infantil

A Coordenação d’O Maior São João do Mundo, em atendimento a uma determinação do Ministério Público do Trabalho, procedeu o fechamento de uma barraca e a retirada de quatro vendedores ambulantes, flagrados utilizando mão-de-obra infantil no Parque do Povo. A notificação foi entregue, nesta quinta-feira, ao secretário de Desenvolvimento Econômico do Município, a quem está subordinada a equipe que coordena os festejos juninos.

No documento, o procurador do Trabalho em Campina Grande, Raulino Maracajá Coutinho Filho, requisita o imediato cancelamento do termo de autorização de uso, para as barracas e ambulantes representados, “uma vez que flagrados em situação de exploração do trabalho infantil, conforme ofício expedido pela Secretaria Municipal de Assistência Social”.

Três vendedores ambulantes de bebidas e um de milho, estão proibidos de comercializar seus produtos, em toda a área do Parque do Povo, durante o período de realização d’O Maior São João do Mundo. Igual medida vale para o proprietário da Barraca do Cabaço, que já foi devidamente lacrada pelos fiscais da Prefeitura Municipal.

A presente ação é resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido, desde o início do evento, pela Prefeitura Municipal, por intermédio da Semas e com apoio da Guarda Municipal. Os fiscais estão percorrendo o Parque do Povo, todos os dias, com o objetivo de identificar possíveis situações de exploração de trabalho infantil. O trabalho da Semas tem ainda o objetivo de impedir o acesso, ao circuito fechado do Quartel General do Forró, bem como circulação em todo o entorno, de menores de idade desacompanhados dos pais ou responsáveis.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO