Coordenador lamenta “boatos maldosos” sobre Vila da Imprensa

araujoO coordenador de Comunicação da Prefeitura Municipal de Campina Grande, José Araújo do Nascimento, desqualificou as ilações e boatos criados e repercutidos por opositores da gestão municipal, dando conta de que a Vila da Imprensa, setor tradicional do layout do Parque do Povo, supostamente seria desativada na edição deste ano do Maior São João do Mundo.

“Ao contrário do que maldosamente tem sido objeto da boataria de alguns, jamais foi cogitada a remoção da Vila da Imprensa. Aliás, ao contrário, as empresas de comunicação que quiserem continuar naquele espaço, ficarão. Além disso, os profissionais ganharão um outro espaço. Portanto, a má intencionada informação não procede”, disse.

Araújo explicou que, além da tradicional Vila da Imprensa, os profissionais em serviço ainda contarão com uma área comum, um “lounge”, instalado no Centro Cultural, que servirá para gravação de entrevistas e transmissões ao vivo. Trata-se de um local mais adequado para as gravações e passagens ao vivo, tanto em termos de espaço quanto de menor interferência do som do Parque do Povo. Além disso, para o registro de imagens, será disponibilizado um camarote especial, com vista privilegiada do palco.

O coordenador lembrou que, ao contrário de edições anteriores, desde o ano passado a PMCG voltou a trabalhar com o credenciamento da imprensa, o que evita uma série de transtornos para os profissionais em serviço. “Acabamos com a prática do empurra-empurra, onde pessoas que não faziam parte da imprensa invadiam o espaço destes profissionais, tumultuavam o ambiente e comprometiam o trabalho de jornalistas, radialistas, fotógrafos e cinegrafistas”, frisou.

Araújo ainda ressaltou que a Vila da Imprensa, já na edição 2013 do Maior São João do Mundo, foi um espaço amplo, “ao contrário de anos anteriores, em que a área chegou a ser relegada à condição de um beco”. Ele ainda adiantou que este ano dois saudosos profissionais da imprensa campinense serão homenageados, dando nomes à Vila da Imprensa e à Central de Radiojornalismo.

O coordenador de Comunicação destacou que os ajustes para melhoria do setor foram discutidos com representantes de empresas de comunicação, de forma aberta e receptiva a opiniões e sugestões. “Ao contrário de figuras conhecidas e rechaçadas por Campina Grande, não somos afeitos à arrogância”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO