Definidos encaminhamentos para construção do Residencial Aluizio Campos

reuniao_seplan_residencial_a_camposFoi realizada na manhã desta quarta-feira, 18, uma reunião para definir os encaminhamentos relativos à construção das 4.100 unidades habitacionais e dos equipamentos públicos no Complexo Aluizio Campos, situado no Ligeiro. A construção será na área de 124 hectares (dos 890 hectares desapropriados pela Prefeitura Municipal de Campina Grande).

Sob a coordenação do secretário de Planejamento do Município, Márcio Caniello, a reunião contou com a participação de outros representantes da Prefeitura Municipal de Campina Grande, a exemplo do secretário de Obras, André Agra, e da secretária de Educação, Iolanda Barbosa, além do representante da Construtora Rocha, vencedora da licitação para a construção das residências, Renato Rocha.

Ficou definido que na próxima segunda-feira (23) será entregue no Banco do Brasil a documentação necessária para a liberação de cerca de R$ 15 milhões para a construção de três creches, duas escolas de ensino fundamental, duas academias de saúde e duas Unidades Básicas de Saúde da Família.

A ideia é que os equipamentos públicos sejam construídos concomitantemente com as residências para que na entrega das unidades a população já possa contar com os serviços.

O projeto de construção das novas moradias será executado pelo Governo Federal, em parceria com a administração municipal, e contemplará a proposta do prefeito Romero Rodrigues de integrar unidades habitacionais na mesma área onde será instalado o terceiro distrito industrial de Campina Grande. O futuro maior bairro da cidade só será possível graças à iniciativa da PMCG de desapropriar o terreno no Ligeiro.

A área é privilegiada pela localização, no entroncamento das BRs 230 e 104, próxima ao aeroporto, ao terminal rodoviário e favorecida com redes de abastecimento de água, de energia elétrica e de gás natural.

O secretário Márcio Caniello explicou a importância desse projeto. “Vamos disponibilizar residências para a população de baixa renda de Campina Grande, garantindo dignidade e acesso aos serviços públicos de qualidade. Será construída toda uma estrutura pensada sob as mais modernas diretrizes arquitetônicas para que as pessoas possam viver em um ambiente agradável”, destacou o Caniello.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO