Dia da Luta Antimanicomial: Caminhada acontecerá na próxima sexta-feira em Campina Grande

Na próxima sexta-feira, 18 de maio será celebrado no mundo inteiro o Dia da Luta Antimanicomial. Em Campina Grande, a data será lembrada com uma caminhada organizada pela Rede de Saúde Mental, da Secretaria Municipal de Saúde.

A sexta edição do evento vai acontecer com concentração a partir das 7h30 no Parque do Povo. A caminhada sairá às 8h, seguindo pela rua Sebastião Donato, entrando pela rua 13 de maio, contornando a Praça Clementino Procópio, entrando na avenida Juscelino Jubitschek, depois a Praça da Bandeira e descendo pela rua Irineu Jofilly até a Praça Coronel Antônio Pessoa.

“O objetivo é chamar a atenção da população para a necessidade de práticas humanizadas no acompanhamento e assistência de pessoas com problemas mentais e psiquiátricos”, explicou a coordenadora de Saúde Mental do município, Elizabeth Ludgério.

Desde 2013 a Prefeitura de Campina Grande tem investido na mudança de concepção para a assistência a essas pessoas. O antigo manicômio João Ribeiro foi desativado e no lugar dele foi construído o Parque da Liberdade, onde as pessoas acompanhadas na rede participam, rotineiramente, de atividades lúdicas, como passeios e festas.

Além disso, a PMCG também implantou 20 leitos de emergência psiquiátrica no Hospital Municipal Doutor Edgley Maciel. É o primeiro hospital geral que abriga leitos psiquiátricos da Paraíba, conforme determina o Ministério da Saúde, para que o acompanhamento aos pacientes seja oferecido de forma integral e igualitária aos demais pacientes.

A Rede de Saúde Mental de Campina Grande dispõe de oito Caps e seis Residências Terapêuticas, além de um Centro de Convivência, onde são desenvolvidas atividades como apresentações musicais e de dança e a fabricação das peças artesanais, que são comercializadas em um chalé na Vila do Artesão. No total, são realizados quase 7 mil procedimentos todos os meses. No primeiro quadrimestre de 2017 foram quase 25 mil procedimentos.

Além disso, o Caps AD III, que foi aberto pela atual gestão e que atende crianças e adolescentes usuários de crack, álcool e outras drogas, recebeu a qualificação do Ministério da Saúde pelos serviços prestados e mais recursos foram disponibilizados para os atendimentos na unidade.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO