Educacenso inicia segunda etapa com a coleta de rendimento e movimento dos alunos

educacenso_2016Tem início no dia 15 de fevereiro, às 10h, no laboratório 1 do Centro de Tecnologia Educacional da Prefeitura de Campina Grande, a segunda etapa do Censo Escolar da Educação Básica que tem por objetivo coletar as informações de Rendimento e Movimento – fechamento do ano letivo de 2015 – dos alunos que foram declarados na matrícula inicial do Censo Escolar.

De acordo com Rose Leão, da Secretaria de Educação, os gestores da Rede Municipal devem comparecer ao Laboratório a partir do dia 15 de fevereiro com os dados dos alunos. O atendimento será das 7 às 13h e se estenderá até às 17h do dia 31 de abril.

O Rendimento é o resultado obtido pelo aluno no término do ano letivo. O que implica em duas situações possíveis:
Aprovado: aluno que concluiu com êxito uma etapa de ensino e tem condições para prosseguir dentro do fluxo escolar;
Reprovado: aluno que não concluiu com êxito a etapa de ensino, tendo que realiza-la novamente.
No caso de aluno que tenha sido aprovado e terminado uma etapa do ensino fundamental, ensino médio ou de educação profissional com emissão de certificado, é necessário informá-lo como Concluinte.

Movimento – trata-se de mudança de vínculo escolar do aluno após a data de referência do Censo Escolar e antes do término do ano letivo.
Transferido: aluno que foi para outra escola após a data de referência do Censo Escolar;
Deixou de frequentar: aluno que deixou de ir à escola antes do término do ano letivo, sem requerer transferência formalmente;
Falecido: aluno que deixou de ir à escola por falecimento.

Os dados informados são fundamentais para conhecer o rendimento e a movimentação dos alunos da Educação Básica e serão utilizados como base para o cálculo das taxas de rendimento e abandono escolar, que expressam o percentual de alunos aprovados, reprovados, que abandonaram a escola ou que não responderam esses dados. As taxas de rendimento são fundamentais para a verificação e acompanhamento do rendimento das escolas. Além disso, são variáveis utilizadas no cálculo do IDEB.

Segundo a Portaria nº 316, de 04 de abril de 2007, cabem aos dirigentes dos estabelecimentos escolares públicos e privados o preenchimento das informações do Censo Escolar, inclusive do módulo Situação do Aluno, responsabilizando-se pela exatidão dos dados declarados e pela guarda dos documentos administrativos e pedagógicos que comprovem o movimento/ rendimento do aluno na escola. A Portaria estabelece, ainda, que as autoridades do Poder Executivo dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, de acordo com suas competências, são responsáveis solidários pela exatidão e pela fidedignidade das informações prestadas ao Censo Escolar.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO