Empresários conhecerão potencial econômico do Complexo Aluízio Campos

O prefeito Romero Rodrigues e os secretários municipais de Obras (André Agra) e de Desenvolvimento Econômico (Luiz Alberto Leite) estarão reunidos com empresários de Campina Grande e região na próxima quinta-feira, 18, para uma nova apresentação do potencial econômico e logístico do Complexo Multimodal Aluízio Campos. O encontro acontecerá às 19h, na Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, e faz parte do ciclo de palestras sobre o Aluízio Campos.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, aproximadamente 170 empresas já apresentaram suas cartas de intenções à Prefeitura Municipal, demonstrando o interesse em instalar-se naquela área de 800 hectares que proporcionará a reunião, em um mesmo local, de empreendimentos dos setores do comércio, indústria, logística, ciência e tecnologia.

Um dos fatores que atrai a atenção dos investidores tem sido a localização geográfica da área. Localizado no bairro do Ligeiro, o Complexo Multimodal Aluízio Campos está próximo de equipamentos que interessam aos investidores que necessitam de infraestrutura para o transporte de suas mercadorias. O Aluízio Campos está próximo ao aeroporto Presidente João Suassuna, Terminal Rodoviário, ferrovia e das BR’s 104 e 230. Outra vantagem é a proximidade aos portos localizados na Paraíba (Cabedelo – 130 quilômetros) e de Pernambuco (260 quilômetros de Suape), além de outros importantes estados do Nordeste (Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará).

 O investimento da atual administração, tanto na infraestrutura da área quanto na captação de empresários do município e de outros estados, tem sido outro fator importante na atração do empresariado.

Segundo Carlos Pimentel, um dos diretores da Ibrava, especializada na fabricação de carrocerias para micro-ônibus urbanos e ônibus convencionais, a partir de agora a montadora poderá atender a demanda do Nordeste oferecendo veículos com preços mais acessíveis. A empresa será a primeira instalada no Aluízio Campos. Segundo Pimentel, com a instalação em Campina Grande haverá economia no frete desses veículos, visto que antes a fabricação ficava restrita apenas à cidade sede da empresa, localizada no Rio Grande do Sul.

A Ibrava terá um parque industrial com 25 mil metros de área construída e deverá gerar cerca de mil empregos. O investimento inicial é da ordem de R$ 50 milhões e os primeiros ônibus deverão ser produzidos até o final de dezembro do próximo ano. Já empresários de Campina Grande e de municípios próximos destacam o empenho do prefeito Romero Rodrigues pelo investimento em uma área que beneficiará, igualmente, empresas da região e de outros estados brasileiros.

O terreno do Aluízio Campos foi adquirido no ano passado, pela atual administração, com a meta de atrair novos investidores. Outro objetivo do prefeito Romero Rodrigues é reduzir a dependência do município dos recursos e investimentos do poder público. A proposta é investir no dinamismo e na vocação empreendedora da cidade. Para se ter uma ideia, dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico mostram que os setores do comércio e de serviços representam cerca de 40% das receitas da Paraíba, enquanto a indústria 22%, ou seja, 66% dessa receita é assumida pela iniciativa privada.

O Aluízio Campos receberá ainda uma Tecnópolis (voltada ao desenvolvimento de produtos e serviços nas áreas da ciência, tecnologia e informação) e um conjunto habitacional com 4,1 mil unidades (maior contratação do programa “Minha Casa, Minha Vida” de 2014 e a quarta maior do Brasil referente ao montante de recursos para o setor habitacional).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO