Estudantes de escolas municipais produzem cartilha sobre economia de água

Alunos_cartilha_economia_agua1A crise hídrica enfrentada pela população de Campina Grande também é tema de debate em sala de aula. Estudantes de 13 escolas municipais estão participando de um projeto de conscientização sobre a economia de água. O objetivo é produzir uma cartilha a partir das frases e desenhos criados pelos alunos. A apresentação do resultado do projeto acontecerá na próxima terça-feira, 15 de setembro, no Teatro Rosil Cavalcante, localizado na rua Paulino Raposo, ao lado do Centro Cultural.

O evento de apresentação da cartilha começará às 8h30. Além da exposição de todo o material produzido pelos alunos, haverá apresentação de corais infantis que cantarão músicas que destacam a importância da água para a nossa vida e para o equilíbrio do meio ambiente.

O projeto “Cartilha educativa de economia de água” veio reforçar o debate de uma temática que já está presente no cotidiano escolar, sendo trabalhada, diariamente, pelos professores dentro da grade curricular, numa abordagem interdisciplinar e contextualizada. Hábitos simples do cotidiano, como não deixar a torneira aberta ao escovar os dentes e reaproveitar a água da máquina de lavar roupas, são destacados. A gente sempre trabalha a temática em sala de aula, interligada com outras disciplinas”.

Alunos_cartilha_economia_aguaO problema da água é uma preocupação presente atualmente e a gente trabalha sempre na conscientização e eles estão assimilando. A gente vê até alguns alunos reclamando com o colega que deixa o bebedouro ligado ou esquece uma torneira aberta”, revela a professora Sandra Mabel, da Escola Municipal Roberto Simonsen.

Participam da ação estudantes do 3º e 4º ciclos do ensino fundamental, o equivalente às turmas do 6º ao 9º ano. A visita às escolas aconteceu no período de 1º a 10 de setembro, quando os estudantes elaboraram, em sala de aula, os desenhos e frases educativas que concorreram para a seleção que vai elaborar a versão final da cartilha.

O projeto, executado por meio da parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), foi idealizado pelo professor Francisco Pereira de Sousa, aluno do doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Campina Grande. (UFCG).

“Pretendemos criar multiplicadores dessa ideia do uso racional da água e escolhemos trabalhar com estudantes devido a facilidade de assimilação de ensinamentos que eles têm nessa fase de formação e o poder da criança sobre seus pais e familiares quando dão exemplo economizando a água”, explica o professor.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO