Hospital Doutor Edgley realiza mais de 20 mil procedimentos de janeiro a abril

O Hospital Municipal Doutor Edgley Maciel realizou 20.628 procedimentos no primeiro quadrimestre de 2017, entre atendimentos, urgência, consultas, internações, exames, como eletrocardiograma, atendimentos em saúde mental, sessões de hemodiálise e colocação de cateter para dar suporte ao sistema vascular dos pacientes.

A unidade é referência em hemodiálise e por mês são realizadas mais de 1.800 sessões. Os atendimentos ambulatoriais e as consultas especializadas também são altos, foram mais de 4 mil nesses quatro meses. No setor de saúde mental foram 2.480 procedimentos, entre consultas, internação e atendimentos de urgência.

Desde que a PMCG implantou 20 leitos de saúde mental dentro da unidade, ele passou a ser também o primeiro hospital geral da Paraíba a contar com o Serviço Hospitalar de Referência para atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, conforme orienta o Ministério da Saúde.

No setor de nefrologia, são 158 pacientes de hemodiálise. Desde a municipalização dos serviços da unidade, o espaço passou por reforma completa, ganhou dez novas máquinas, poltronas confortáveis e com mobilidade, televisores e internet para a comodidade do paciente. O espaço recebeu ainda uma máquina de osmose reversa, utilizada para fazer a diálise nos pacientes graves da Unidade de Terapia Intensiva. Foram construídas duas salas novas, uma para pacientes com Hepatite B e outra para a diálise peritoneal, feita pela barriga.

Com a municipalização foram instalados, outros serviços da Secretaria Municipal de Saúde no hospital, como a Rede de Frio (Central de Vacinas), a Ouvidoria do SUS, Centro de Referência em atenção ao Portador de Necessidades Especiais da Paraíba (Cranesp) e as coordenações dos programas “Chegou Doutor” e de Combate ao Tabagismo. O local abriga até uma Unidade Básica de Saúde nas suas instalações para os moradores do bairro José Pinheiro e na parte de trás foi construída a Policlínica da Zona Leste.

As consultas de cardiologia, angiologia, dermatologia, endocrinologia, ginecologia, geriatria, mastologia, neurologia, otorrinolaringologia, ortopedia, oftalmologia, pediatria, pneumologia, proctologia, urologia e gastroenterologia beneficiam cerca de 1,5 milhão de usuários, entre moradores de Campina Grande e de mais de cem cidades pactuadas com o município. Fonoaudiólogos, psicólogos, psicopedagogos e profissionais do Serviço Social também atuam na unidade. São 52 leitos de clínica médica com dois postos de enfermagem e ala de observação.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO