Isea promove integração entre doadoras e mães atendidas pelo Banco de Leite

banco_leiteO Banco de Leite do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea) promoveu, na tarde desta quarta-feira, 21 de maio, um encontro de integração entre doadoras de leite materno e mães de recém-nascidos atendidos pelo projeto. O evento foi realizado dentro da programação da II Semana Estadual de Doação de Leite Materno e também contou com a participação de gestantes do município de Lagoa Seca atendidas pelo Isea.

O objetivo do encontro foi promover uma troca de experiências entre as mães e gestantes, além de oferecer informações sobre alimentação e cuidados para o aleitamento materno. Uma equipe de estudantes de nutrição de uma faculdade particular de Campina Grande apresentou palestra orientando as mães sobre como garantir a produção do leite materno de forma saudável.

“A idéia é comemorar a semana de doação de leite materno prestando uma homenagem às mães doadoras e dando a oportunidade para que as mães que têm seus filhos alimentados pelo leite doado aqui possa agradecer a quem garante, mesmo de longe, a saúde de seus bebês”, comentou Verônica Mota, coordenadora interina do Banco de Leite do Isea. Cerca de 100 mulheres estão cadastradas como doadoras no município.

Pacientes do Isea atendidas pelo projeto “Mãe Canguru”, voltado para bebês prematuros, também participaram do encontro. Foi a oportunidade de Rizonete Ramos, moradora do bairro de Bodocongó, agradecer a quem contribuiu para a recuperação da sua filha de seis meses. “Ela nasceu com pouco peso e não pode tomar o leite de lata, mas eu não tenho leite materno. É uma emoção conhecer quem ajudou minha filha a melhorar”, diz.

Já para a gerente de lanchonete Fátima Silva, de 32 anos, foi o momento para ver de perto o resultado da doação que ela faz diariamente ao Banco de Leite. “Foi meu primeiro contato com as outras mães e é uma satisfação sentir que estou ajudando e que meu leite está ajudando essas crianças. Sou doadora há seis meses e não faltou leite para minha filha. Pelo contrário, a doação estimula ainda mais a produção de leite”, revela.

As gestantes de Lagoa Seca foram encaminhadas pelo Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do município vizinho para conhecer o serviço do Banco de Leite do Isea. “A maioria das gestantes de Lagoa Seca são usuárias do Isea porque são acompanhadas e tem o parto feito aqui, e é interessante que saibam da importância do serviço para que possam se tornar doadoras”, disse Eveleen Queiroz, assistente social do Cras de Lagoa Seca.

Taís Demétrius, grávida de sete meses, já pensa em colaborar, após a visita. “Nem sabia que existia doação de leite materno, mas agora espero poder ajudar e também virar doadora quando meu filho nascer”, garante a gestante, vinda de Lagoa Seca. A mãe com excesso de produção láctea que pretenda se tornar doadora pode obter mais informações ligando para o Banco de Leite do Isea, nos números 3310-6356 ou 3310-6388.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO