Mesmo com fortes chuvas, Defesa Civil não registra graves ocorrências

Ruiter-Sansao_Defesa_CivilA Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria de Obras e de sua Coordenação de Defesa Civil, fez um balanço das chuvas que caíram da manhã do último sábado, 9, até o domingo, 10, na cidade, e confirmou que não houve danos graves nas áreas de risco.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Ruiter Sansão, foram registrados apenas alguns pontos alagados em áreas de risco, um desabamento de muro em um residencial próximo à avenida Almirante Barroso e uma abertura de buraco entre as ruas Antenor Navarro e João Suassuna.

“Nós monitoramos três bacias, a de Bodocongó, a das Piabas e a do Prado. Nesta última, registramos o maior volume pluviométrico do final de semana: no bairro do Catolé, 82mm e no Jardim Paulistano, 76mm, ambos com águas que correm para o Prado. Somou-se a isso uma intervenção não autorizada pela Prefeitura que obstruiu a passagem do córrego, provocando o alagamento da invasão do Distrito dos Mecânicos”, explicou Ruiter.

Para evitar danos maiores, a Prefeitura encaminhou máquinas para a desobstrução do local e solicitou o apoio do Corpo de Bombeiros para intervir no local. “Pela rápida ação de toda a equipe, não houveram desabrigados”, disse o coordenador da Defesa Civil.

O secretário de Obras do município, André Agra, ressaltou que o prefeito Romero Rodrigues determinou que toda a estrutura da Prefeitura, principalmente a Coordenação da Defesa Civil, fique de prontidão para atender todos os chamados em períodos de fortes chuvas.

“Nós disponibilizamos o 199, número de emergência da Defesa Civil e estamos em alerta juntamente com a Sesuma e STTP, com toda uma equipe pronta para atuar nesses momentos de emergência. Mas o que necessitamos é de uma sensibilização da população, que precisa evitar despejar lixo em canais, córregos e esgotos da cidade, porque isso é o que alavanca essas consequências prejudiciais em épocas de chuva”, destacou André.

A Defesa Civil Civil já faz um levantamento prévio e monitora as áreas de risco de Campina Grande e a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma) faz um trabalho de prevenção, limpando canais e córregos para evitar transtornos mais graves.

Após as chuvas, a preocupação da Prefeitura de Campina Grande agora é agir contra o mosquito da Dengue, que se prolifera com mais facilidade neste período do ano. Por isso, segundo o Coordenador da Defesa Civil a Secretaria de Saúde já foi acionada para intensificar o trabalho de prevenção e conscientização da população para evitar o acúmulo de água parada.

Em casos de emergências provocadas por fortes chuvas, a população pode acionar a Defesa Civil através do telefone 199 e o Corpo de Bombeiros, pelo 193. E se for encontrado qualquer foco suspeito de mosquito da Dengue, a Prefeitura disponibiliza o Dengue Zap: (83) 99991.0553.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO