Pacientes do Centro Especializado em Reabilitação recebem próteses e órteses


Paciente_Centro_Especializado_ReabilitacaoO Centro Especializado em Reabilitação de Campina Grande (CER) realizou na última quinta-feira, 26, a primeira entrega de próteses e órteses de 2017. Foram contempladas 15 pessoas com os equipamentos e outras 20 fizeram medições para a fabricação do material. O serviço, que foi habilitado neste mês pelo Ministério da Saúde, funciona na estrutura da antiga Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), que foi municipalizada pela Prefeitura em julho do ano passado.

Para receber os equipamentos, que ajudam pessoas com deficiência ou lesões a levarem uma vida melhor, não é necessário ser atendido na unidade. Um exemplo é Ana Lúcia Machado, de 26 anos, que é da cidade de Cuité. Ela sofreu um acidente de carro há 6 anos e, nesse acidente, teve uma lesão na coluna que a fez necessitar de cadeira de rodas. Nesta quinta-feira ela recebeu uma nova cadeira, que vai trazer mais conforto para o dia a dia. “É o início de uma nova etapa com mais qualidade de vida”, disse.

O CER de Campina Grande, que é do tipo IV, foi habilitado pelo Ministério da Saúde neste mês de janeiro. Com a habilitação do serviço, o centro será expandido e, além da reabilitação física, passará a oferecer a reabilitação visual, auditiva e intelectual, se tornando um centro de referência para todo o estado. Nos próximos meses, o CER também ampliará sua oficina ortopédica para a confecção de próteses na própria unidade.

Atualmente são executados 350 atendimentos de terapia por mês e até 200 atendimentos de orientação e avaliação. O centro tem as especialidades de pediatria, neurologia, ortopedia, oftalmologia, fonoaudiologia e psicologia. O local disponibiliza ainda fisioterapia aquática e em solo, terapias ocupacionais, serviço social, além de pedagogos.

“A habilitação significa também a garantia de mais recursos e investimentos do Governo Federal para custear o serviço, assegurando a sustentabilidade do centro para toda a população de Campina Grande e municípios referenciados”, destacou a secretária municipal de Saúde, Luzia Pinto.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO