PMCG deverá entregar no primeiro semestre de 2015 Canal do Distrito dos Mecânicos

canal_distrito_mecanicosUma das obras mais reivindicadas pelos moradores dos bairros Novo Cruzeiro, Pelourinho, Jardim Paulistano e Distrito dos Mecânicos deverá ser entregue no primeiro semestre do próximo ano pela Prefeitura de Campina Grande. Trata-se do Canal do Distrito dos Mecânicos. Com uma extensão de 1.200 metros, o canal tem início a partir da Unidade Básica de Saúde da Família Argemiro de Figueiredo (Novo Cruzeiro) e conclusão no Distrito dos Mecânicos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras (Secob), 60% dos trabalhos já foram executados, o que representa cerca de 760 metros. A conclusão da obra beneficiará uma das áreas mais críticas do município, conhecida pelo número de invasões, construções irregulares, problemas causados por alagamentos no período de chuvas e doenças provocadas pelo contato com a água contaminada.

Para a construção do Canal do Distrito dos Mecânicos estão sendo investidos recursos da ordem de R$ 6 milhões, oriundos do Governo Federal e contrapartida da Prefeitura de Campina Grande. Os trabalhos foram iniciados em fevereiro deste ano e aproximadamente 50 profissionais da Construtora Planície estão trabalhando na obra. A empresa vencedora da licitação já realizou outras obras de urbanização nos bairros do Novo Horizonte, Jardim Vitória e Pelourinho.

O canal, que está sendo construído pela atual administração municipal, será interligado a um canal já existente (que passa em frente ao Centro de Madeira, no Novo Cruzeiro, e termina em frente à UBSF). “Estamos dando sequência a esse canal mais antigo, ampliando sua extensão em mais 1.200 metros e realizando a urbanização das vias laterais”, ressaltou o engenheiro civil e coordenador de Obras da Secob, José Benício da Silva Filho.

Segundo José Benício, com a construção do Canal do Distrito dos Mecânicos haverá o direcionamento seguro das águas, beneficiando milhares de moradores daquela área que sofriam em períodos chuvosos, por causa dos alagamentos em ruas e das casas sendo invadidas por água. Outros problemas, apontados pelos moradores, foram o acúmulo irregular de águas nas ruas, mau cheiro, proliferação de insetos e de roedores.

“Com a construção do canal, não haverá mais inundações, reduzindo os riscos de doenças infecciosas transmitidas pela água contaminada. É uma obra social e também de urbanização em termos de embelezamento da cidade”, explicou Benício, que ressaltou, ainda, que a obra permitirá o embelezamento daquela área e a valorização dos terrenos localizados no entorno do canal.

Conforme a Secob, a obra inclui a urbanização das duas vias laterais ao canal, com a colocação de calçadas e a pavimentação em asfalto CBQU (aconselhado para pavimento em rodovias ou ruas de tráfego mais intenso, graças ao seu alto desempenho em resistir a esforços e facilitar o tráfego de veículos pesados). Haverá ainda a construção de uma rotatória, nas proximidades do Centro de Madeira, e a drenagem de 22 ruas localizadas na região Sudoeste (no entorno do Canal).

1 comment

  1. Vitoria Regia Oliveira Teixeira

    Quero informar que o início do canal é no bairro Cruzeiro e não como estar citado a cima. Aproveito para lembrar que o canal tendo início no Centro de Madeira à rua Francisco Ernesto do Rego estar no projeto e promessa do prefeito Romero Rodrigues cobertura do canal até o PSF Argemiro de Figueiredo( saúde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO