PMCG vacina mais de 37 mil cachorros e 17 mil gatos e supera meta

vacinacaoNeste sábado, 18, quase todos os donos de cães e gatos de Campina Grande levaram seus bichinhos de estimação para serem vacinados e fizeram da Campanha Nacional Antirrábica na cidade um verdadeiro sucesso. A Secretaria de Saúde do Município, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e da coordenação do Centro de Zoonoses, superou a meta estipulada, vacinando 88,95% dos animais.

A meta inicial era de 80%, o que corresponde a 33 mil cães e 17 mil gatos, mas foram imunizados mais de 37 mil cachorros e 17 mil gatos. “Em Campina Grande, nós temos cadastrados, através do Censo Animal, 42 mil cachorros e 20 mil gatos. Isto quer dizer que a campanha atingiu quase todos estes animais existentes, diminuindo enormemente o potencial de disseminação da raiva”, explicou a gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Rossandra Oliveira.

A Campanha da Vacinação Antirrábica aconteceu em todo o Brasil e em Campina Grande contou com 80 postos fixos, dois volantes, além do Centro de Zoonoses, no bairro de Bodocongó. O objetivo é prevenir a transmissão da raiva por cães e gatos. A raiva é uma doença fatal que pode atingir todos os mamíferos, inclusive o homem. A transmissão ocorre quando o vírus existente na saliva do animal infectado penetra no organismo do humano através da pele ou mucosas, pela mordida.

vacinacao1Para quem não pode levar seu bicho aos postos neste sábado, o Centro de Zoonoses oferece de forma permanente a vacina de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h. Além da campanha e da vacinação permanente, equipes estão vacinando os bichos de casa em casa na zona rural de Campina Grande, nos locais mais distantes para garantir o controle da doença.

CONTROLE – O Centro de Zoonoses desenvolve a castração de animais para os donos que não têm condição de pagar pelo procedimento, garantindo um controle da população, que aumenta em média 10% ao ano. “Com a castração, nós tentamos segurar o crescimento desordenado e, desta forma, controlamos as doenças provocadas por eles”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO