Prefeito abre trabalhos da Câmara de Campina Grande e faz balanço da gestão

A abertura dos trabalhos legislativos deste ano da Câmara Municipal de Campina Grande contou com a presença do prefeito Romero Rodrigues. A sessão, realizada na manhã desta quinta-feira foi prestigiada também por secretários municipais e outros auxiliares da administração, além de lideranças comunitárias. O prefeito, mais uma vez, teve a chance de elencar as principais conquistas do seu governo e anunciar as grandes metas da gestão para 2018.

Antes do discurso do prefeito, falou a presidente Ivonete Ludgério. Segundo ela, Romero “anuncia boas novidades para a população de Campina Grande”. De acordo com Ivonete, a atual gestão tem sido marcada pela transparência, honestidade e dinamismo.

Já em seu discurso, o prefeito campinense agradeceu, inicialmente, à presidente da Câmara pela acolhida e tratou de anunciar obras, ações e serviços para a cidade, especialmente em setores como infraestrutura, saúde, educação, economia, habitação e turismo.

No setor habitacional, além de garantir a entrega, neste primeiro semestre do ano, de todas as obras de construção do Complexo Habitacional Aluízio Campos, que contará com 4.100 unidades habitacionais, também anunciou que vai continuar o trabalho de construção de casas e apartamentos.

Segundo Romero Rodrigues,  serão construídas mais mil unidades no próprio Complexo Aluízio Campos, num investimento estimado em mais de R$ 160 milhões, destinadas principalmente a servidores públicos municipais, estaduais e federais. Estas obras, inclusive, já foram  iniciadas. Com isso, no total, o Aluízio Campos contará com 5.100 unidades habitacionais.

Haverá a construção, ainda, de mais duas mil casas populares em Campina Grande na área do Serrotão, nas proximidades da conhecida Praçinha do Amor, num investimento de aproximadamente R$ 160 milhões, dentro do faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida. Para tanto, serão levados em conta os cadastros feitos no banco de dados do Complexo Aluízio Campos para um novo processo de sorteio.  

Já no setor de infraestrutura, num investimento de mais de R$ 50 milhões, a projeção é, até o final do seu mandato, pavimentar em paralelepípedo ou em asfalto mais 500 ruas na cidade. “Já pavimentamos 500 ruas e pretendemos pavimentar mais 500 novas artérias até o final da gestão”, disse.

No discurso, o respeito à harmonia entre Poderes, prestação de contas e projetos para melhorar o futuro de Campina Grande

Em seu discurso na abertura da Primeira Sessão Legislativa Ordinária da 17º Legislatura da Câmara Municipal de Campina Grande na manhã desta quinta-feira, 07, depois de saudar os vereadores e os presentes, Romero lembrou, inicialmente, que pelo sexto ano consecutivo participa do evento, “com o sentimento de respeito e admiração  a este poder do qual tenho orgulho de já ter participado e, com muita honra, presidido”.

Reafirmou que ao longo dos últimos cinco anos, “pude  contar com a parceria imprescindível desta Casa na gestão que temos realizado na cidade, através de projetos e iniciativas que muito têm colaborado com o crescimento e desenvolvimento de nossa terra, além da análise e aprovação de nossas reivindicações com muita responsabilidade, sensibilidade e comprometimento com aqueles que nos permitiram, através do instrumento democrático do voto, figurar hoje como seus efetivos representantes e defensores de seus mais legítimos interesses”.

“Estou aqui”, lembrou,  “em nome da administração municipal, personalizada neste ato em mim e em nosso dedicado vice-prefeito Enivaldo Ribeiro, para reforçar o compromisso permanente dessa gestão com o diálogo e, sobretudo, para cumprir a obrigação constitucional de prestar contas de nossos atos à frente da administração deste município, mas ocupo hoje esta tribuna também com a satisfação de poder trazer ao mais importante espaço de debate político de Campina Grande informações sobre ações e projetos os quais temos certeza que estão impactando de maneira muito positiva a vida dos cidadãos de todas as regiões, dos bairros mais populosos aos recantos mais afastados da zona rural”.

Reforçando a harmonia das relações, destacou: “Talvez esta seja a maior marca de nossa administração: o fato de que governamos com todos e para todos, sem qualquer tipo de privilégio ou segmentação, seja por região, por condição social ou por quaisquer tipos de interesse”.

“Fomos”, continuou, “todos aqui  neste plenário, eleitos por muitos para governar para todos e é isso que tenho buscado desde o primeiro dia de nossa trajetória à frente do Poder Executivo, ouvindo a todos, pensando em todos, trabalhando por todos, me preocupando com todos e, ao mesmo tempo, com cada cidadão campinense, porque é pelo olhar e pela experiência subjetiva de cada morador desta cidade que devemos mensurar a qualidade do nosso trabalho, a eficiência de cada setor e o sucesso de cada projeto, ação ou obra, por mais simples ou complexa que seja”.

Prosseguiu, enfatizando: “Buscamos governar de maneira justa, atendendo às necessidades de todos na exata medida das possibilidades da Prefeitura, sem prometer o que não possamos cumprir e sem contratar o que não possamos pagar, mas, é preciso deixar claro, com respeito incondicional aos direitos de parcelas mais frágeis da sociedade e com esforço redobrado para atender às demandas urgentes e inadiáveis daqueles que mais necessitam e dependem da presença do poder público em suas vidas para garantir suas existências com dignidade, qualidade de vida e, porque não, buscando os mais altos índices de satisfação, tratando o cidadão, independente de quem ele seja, com a atenção e a diligência necessárias para que ele entenda o valor que tem para nós e o sentido que efetivamente deve existir na vida de quem se identifica com o título de SERVIDOR PÚBLICO”.

Romero lembrou asa dificuldades, revelando: “É possível afirmar que não tem sido uma tarefa fácil administrar uma cidade como Campina Grande nos últimos cinco anos”.

“Se pararmos para pensar que enfrentamos, desde 2013, ao mesmo tempo, a maior crise econômica, a maior crise hídrica e a maior crise de relacionamento político-institucional da história de nosso município concluímos que estamos saindo da tempestade perfeita, na qual fomos levados a administrar sem dinheiro, sem água e sem apoio do governo estadual”.

E continuou revelando a superação: “E não apenas superamos esses enormes desafios como conseguimos transformar Campina Grande, nos últimos anos, em um verdadeiro oásis de crescimento e desenvolvimento, em todas as áreas sobre as quais a administração municipal tem participação ativa. Essa leitura não se faz por nossa visão particular ou pela mera observação empírica, mas por índices confiáveis de medição do desenvolvimento de nossa cidade em todas as áreas, que atestam que Campina Grande não apenas conseguiu ultrapassar esse período crítico minimizando perdas, mas que, de maneira surpreendente, para quem não acompanha o nosso trabalho mais de perto, a cidade mostrou uma capacidade extraordinária de reação a todas as adversidades”. E destacou:

“Como exemplo, em 2014, no auge de todas as crises, o crescimento  nominal do PIB de Campina Grande foi de 14%.

Em 2015, período  em que a economia brasileira foi mais afetada, Campina Grande atingiu um crescimento nominal de 5,89%, superior, inclusive, ao de João Pessoa, onde estão concentrados   os principais investimentos do Governo do Estado”.

Romero fala ainda em incerteza e superação:  “O momento atual, embora ainda traga muitas incertezas, mostra que o período mais difícil já passou, que conseguimos vencê-lo com sucesso e que temos à frente um estágio de acentuação do crescimento em nível local, com a retomada dos investimentos no comércio, na indústria, no setor de serviços, nos empreendimentos de base tecnológica e no turismo, comprovando que Campina está saindo de todas as crises ainda maior, mais forte, mais unida e muito mais preparada para o futuro”.

“E é sobre o Futuro, principalmente, que quero falar aqui hoje, mas não antes de brevemente apresentar um legado que orgulha nossa gestão e dignifica a confiança do povo em nosso mandato”.

“Acredito que me dirijo agora para uma plateia extremamente bem informada, não apenas no que toca aos senhores vereadores, mas também no que se refere aos profissionais de imprensa e aos cidadãos aqui presentes, alguns deles, mesmo sem mandato eletivo, dignos e respeitáveis representantes de suas comunidades e segmentos.

Por esse motivo, peço licença para ser objetivo e livrá-los de um discurso repetitivo, discorrendo sobre fatos de amplo conhecimento de todos”,  e elencou:

– A iminente entrega das 4.100 moradias do Conjunto Habitacional Aluízio Campos, dentro de um projeto que congrega mais de 10 mil habitações, ao longo do mandato;

– A construção da Alça Leste e a duplicação e urbanização da Argemiro de Figueiredo;

– A pavimentação de mais de 500 ruas e outras 500 serão pavimentadas até o final do mandato;

– A construção de 44 praças com academias de Saúde e de 10 quadras cobertas;

– A consolidação e ampliação do Programa Mexe Campina;

– A criação, consolidação e ampliação do Programa Minha Árvore, que já viabilizou plantio de mais de 20 mil árvores na cidade, tendo angariado prêmio internacional de reconhecimento por entidades ambientalistas;

– A modernização da iluminação, com lâmpadas de LED, nos principais corredores da cidade;

– A municipalização de 10 creches estaduais. Já são 36 creches municipais e outras seis serão entregues;

– A criação do quadro de Cuidadores – já dispomos de 300 profissionais nessa missão – para assistência exclusiva às crianças especiais de nossa rede de ensino;

– A criação do PROBEM, que já concedeu quase MIL bolsas no ensino superior a estudantes carentes; o pioneirismo, na Paraíba, na implantação do Piso Nacional do Magistério; a ampliação da frota de transporte escolar de 5 para 28 ônibus; a implantação do ensino bilíngue na rede municipal; a substituição de todo o mobiliário de 120 escolas, além de creches, pré-escolas e instalação de parques e brinquedos;

– A municipalização da AACD, dos hospitais Pedro I e Dr Edgley;

– A Construção de Unidades Básicas de Saúde, do primeiro Centro de Referência de Saúde do Trabalhador do Brasil, dos centros especializados em Odontologia e das Policlínicas;

– A ampliação do ISEA, a reestruturação do Hospital da Criança e a implantação de uma nova UPA;

– O aumento das equipes de Saúde da Família; a criação de equipes de saúde bucal; a retomada das cirurgias eletivas, a criação do Centro de Imagens e dos leitos de geriatria e saúde mental;

– A atuação destacada de Campina Grande, pela mídia internacional, no atendimento às vítimas de microcefalia, que continuam recebendo todo o apoio da Prefeitura, inclusive contemplando todas as famílias com casas no Aluízio Campos;

– A construção do Parque da Liberdade e as reformas do Plínio Lemos, do Meninão e do Parque da Criança;

– A criação do Polo de Moda de Campina Grande, com área para 750 comerciantes de confecções, calçados e artesanato, incialmente, que irá reacender nossa economia nesse setor;

– A implantação de um novo modelo de gestão d’O Maior São João do Mundo, garantindo uma melhoria significativa da performance do evento, com economia substancial de recursos públicos que possibilitará levar a festa a um novo patamar, e com a proposta de uma verdadeira cidade de eventos, onde será possível um crescimento ainda maior, além de uma expansão da festa para além do mês de junho.

Essas são obras e ações do presente. Não são projetos. São obras reais, que já beneficiam toda a cidade e mostram a nossa disposição para o trabalho, que, aliás, sempre foi a maior marca da nossa administração”.

“Mas nós precisamos falar, com otimismo, sobre o FUTURO!”

O executivo campinense também relevou foco no futuro, destacando que este tem recebido de sua administração, desde o seu primeiro dia, uma atenção muito especial. E especificou:

“Aqui me permito uma revelação pessoal: talvez influenciado pela minha trajetória majoritariamente legislativa, onde sempre busquei desenvolver projetos e leis que tivessem grande longevidade, eu nunca governei Campina Grande pensando nas limitações cronológicas de meus mandatos. Desde antes mesmo de assumir a prefeitura, eu já pensava na administração como uma espécie de período destinado ao cultivo de ações e obras que deveriam, as mais importantes, transpassar em muito o meu período à frente da Prefeitura, florescendo e dando frutos bem depois de minha passagem por esse cargo, atingindo de maneira positiva gerações que talvez nem façam ideia do impacto que o plantio que ora fazemos terá em suas vidas no futuro”.

E passou das palavras aos fatos:

“E posso especificar essa preocupação em dois projetos de extrema importância, não apenas para a Campina de hoje, mas, principalmente, para a Campina de amanhã”.

“O primeiro deles”, citou, “como não poderia deixar de ser, é o Complexo Aluízio Campos, que hoje se destaca pela magnífica obra de edificação do maior conjunto habitacional construído no Brasil nos últimos anos, mas que é muito mais do que isso, pois ainda restam mais de 70% de sua área total, que será destinada à implantação de um dos maiores e mais modernos complexos de produção e logística, atraindo para Campina Grande, nos próximos 20 anos, alguns dos maiores investimentos em plantas industriais dos mais diversos setores e operações logísticas das maiores corporações comerciais presentes no Nordeste brasileiro”.

“O Aluízio Campos”, prosseguiu,  “sem qualquer sombra de dúvida, se coloca nesse momento como o núcleo gerador do novo e mais importante ciclo de crescimento de toda a história de Campina Grande. Com absoluta certeza, de maneira muito realista, maior do que o Ciclo do Algodão, da Indústria, do Comércio ou do Turismo de Eventos.

E tudo começa neste momento, nesta administração, com este sentimento de que uma cidade se faz com muito trabalho para manter e ampliar as conquistas do passado e do presente, mas também com um grande esforço na construção de um cenário que leve em conta a rapidez e a grandiosidade dos avanços trazidos pelas novas tecnologias e pelo novo formato de economia que rompe com  antigos modelos para atender às demandas dos consumidores”.

E continuou: “O que me leva ao segundo ponto de nossa atuação direcionada para o Futuro, que são as ações da nossa administração no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento “Campina Grande 2035”, que contou com o empenho e a dedicação de todos os setores da Prefeitura, FIEP e IFPB em sua construção e que conduzirá as ações da administração municipal, em consonância com outros setores da sociedade, para que, daqui a 17 anos, Campina Grande possa ser reconhecida, entre outros aspectos, por ser uma das 20 cidades mais empreendedoras do Brasil, um grande centro de referência em Saúde, com o dobro da oferta de procedimentos de média e alta complexidade, por estar livre definitivamente da vulnerabilidade hídrica, com menos pobreza, mais empregos e, sobretudo, com os mais altos índices de qualidade de vida da região Nordeste”.

E prosseguiu falando sobre trabalho e realidade: “Mas a gente não apenas pensa  um futuro melhor para Campina Grande. A gente trabalha muito para que ele efetivamente aconteça!

Isso se comprova com a implementação da primeira fase de todo o planejamento estratégico de Campina Grande para o quadriênio 2017-2020, cujos projetos já foram todos enviados a esta casa, contemplando, além do próprio Plano Plurianual, os planos setoriais da Educação, do Saneamento Básico, de Resíduos Sólidos e de Mobilidade Urbana”.

“No âmbito estrito da administração municipal”, enfatizou, “estamos implantando em todos os setores práticas de transparência, legalidade e governança, com a instalação do Observatório Econômico e Social, que permite a qualquer cidadão acessar todas as ações da Prefeitura, e do Escritório de Governança Pública, já em funcionamento e com a função de fiscalizar o cumprimento das metas estabelecidas em contratos assinados por todos os secretários, presidentes e diretores de autarquias municipais.

Uma grande prova desse direcionamento de nossa administração pôde ser vista recentemente no sorteio das famílias contempladas com moradias no conjunto habitacional Aluízio Campos, em parceria com o Ministério Público Federal e com apoio técnico da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), mais um modelo de sucesso gerado em nossa cidade que provavelmente será seguido em âmbito  nacional”.

“Enfim”, aduziu, “a Campina Grande que podemos apresentar aqui hoje, sob todos os aspectos inerentes à participação do poder público na vida das pessoas e das instituições, é uma cidade muito melhor do que a que encontramos em 2013.  Hoje, temos uma agenda de desenvolvimento e de prosperidade. Somos uma cidade que avança a cada dia, superando as adversidades do passado, consolidando as conquistas do presente e construindo cenários positivos para absorver da melhor maneira as mudanças em todas as áreas da sociedade. Por isso, estamos trabalhando para que Campina Grande tenha papel de protagonista, pois essa sempre foi e sempre será sua maior vocação”.

O Trabalho não para!

Sempre de olho no trabalho, Romero continuou apontando o futuro de Campina: “Na área de habitação, mais mil unidades habitacionais virão para famílias da faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida e para as famílias da faixa 1 que não foram contempladas na primeira etapa do Aluízio Campos a boa notícia é que já foi aprovado, pela Caixa Econômica Federal, o projeto para construção de mais 2 mil unidades.

Na área industrial do Aluízio Campos, está em pleno funcionamento, inclusive já com projeto de expansão de sua planta industrial, a fábrica das Tintas Bella, que atende a todo o mercado brasileiro e países vizinhos. Outras indústrias já estão em fase de projeto e implantação e assim que finalizarmos a primeira etapa da área residencial iniciaremos as obras de infraestrutura e urbanização dos setores industrial e de logística.

As obras do Polo de Moda também já estão para começar e, em breve, Campina voltará a ser destaque no setor de Confecções, Couros e Calçados”.

E falou sobre investimentos: “Apenas em infraestrutura viária, serão injetados 50 milhões de reais em obras de pavimentação até o final deste mandato, inaugurando a terceira etapa do Programa Cresce Campina, consolidando nossa política de mobilidade urbana e impactando diretamente na ampliação das áreas atendidas pelo transporte público e na melhoria da qualidade de vida de famílias de todas as áreas da cidade.

Muito mais há para mostrar, mas minha presença aqui não se resume a prestar contas do que temos realizado até este dia ou do que pretendemos para os próximos meses, pois efetivamente temos ações concretas para demonstrar os efeitos dessa gestão, de maneira objetiva, em todos os setores de Campina Grande, pelo menos nos próximos 20 anos.

Essa é a marca que queremos deixar para a nossa cidade, não de forma pontual e episódica, mas como proposta de mudança conceitual e cultural para as próximas administrações.

Nosso trabalho tem sido no sentido de que esta administração não fique circunscrita ao período dos dois mandatos que nos foram concedidos, de 2013 a 2016 e de 2017 a 2020.

Creio, sinceramente, que este mandato, pela forma que escolhemos trabalhar, não cessará com a minha saída da Prefeitura e que, pelo menos nos próximos 20 anos, será possível identificar os efeitos diretos de nossa administração em todas as partes de Campina Grande, no que tenho como grande exemplo a gestão do nosso companheiro Enivaldo, que trabalhou muito durante o tempo que teve à frente da Prefeitura para que esta cidade  pudesse colher até hoje os frutos do seu esforço”.

Discorreu analisando resultados: “Posso hoje celebrar o fato de que nosso mandato tem a capacidade de extrapolar os limites definidos para sua duração porque nunca trabalhamos com políticas de governo, mas sim com políticas de Estado, as quais serão levadas a cabo independente de quem for o gestor à frente dessa prefeitura, inclusive com ferramentas eficientes de controle para que a população possa fiscalizar e garantir que os projetos sejam executados conforme planejado.

Porque é assim que acreditamos que deve se dar a atividade político-administrativa, seja em que nível de poder ela acontecer: combatendo as práticas equivocadas do passado, cuidando com atenção e responsabilidade do presente e trabalhando de maneira estratégica para a construção de um futuro melhor para todos, pois a todos pertence Campina Grande e com todos faremos dessa cidade um lugar melhor para viver e ser feliz.

Espero, de coração, que mais do que um caso de sucesso, nossa experiência à frente da administração pública de Campina Grande possa servir de exemplo e inspiração para outros contextos, principalmente neste ano em que teremos eleições estaduais.

É possível, sim, governar com profissionalismo, eficiência e seriedade, de maneira honesta e transparente, mas também com espírito democrático, abertura ao diálogo e respeito ao contraditório, sem autoritarismo, sem perseguição e sem negação da realidade.

Para encerrar, agradeço  humildemente a todos os que me deram a honra de sua atenção e renovo os meus votos de admiração e respeito a todos os vereadores aqui presentes”.

Por fim, dividiu com seus auxiliares os méritos colhidos pelo trabalho, enaltecendo, notadamente, o vice-prefeito Enivaldo Ribeiro:

– Peço a permissão, neste momento final, para dividir todos os créditos das obras e ações aqui apresentadas com a nossa equipe de secretários, secretários executivos, coordenadores, presidentes, diretores e, de maneira geral, todos os servidores municipais de Campina Grande, efetivos ou contratados, a quem buscamos respeitar e beneficiar mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, bem como aos membros dos conselhos municipais e demais órgãos de controle e gestão, verdadeiros responsáveis pela efetivação de todos os nossos planos e projetos.

Finalmente, o meu mais escolhido agradecimento ao nosso vice-prefeito, Enivaldo Ribeiro, exemplo de homem público que reconheço e admiro, grande parceiro deste segundo mandato, que não economiza esforços para contribuir com o sucesso de nossa administração, colaborando com sua experiência, seus conselhos e, sobretudo, com sua disposição para o trabalho.

Aos vereadores, que Deus abençoe a todos e que continue nos iluminando em nossa jornada, agora e Sempre!

Muito Obrigado!”

ROMERO RODRIGUES VEIGA

Prefeito de Campina Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO