Prefeitura fez mais da metade da pavimentação do prolongamento avenida João Suassuna

pavimentacao_joao_suassunaEsta semana o Governo do Estado assinou uma ordem de serviço para a conclusão das obras de prolongamento da Avenida João Suassuna, onde a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), por meio de sua Secretaria de Obras, já executou aproximadamente 50% da pavimentação asfáltica.

Segundo o secretário de Obras e de Planejamento do município, André Agra, agora o projeto do Governo Estadual está em análise pela PMCG, com engenheiros da Secretaria de Planejamento do município e da Superintendência de Planejamento do Estado trabalhando para a compatibilização dos projetos.

“A prefeitura entende que há a possibilidade concreta de convergência dos projetos. Estamos analisando se o do Estado é compatível com o do Plano de Mobilidade Urbana e possivelmente vamos liberar esta semana, no mais tardar na próxima”, disse Agra.imagem

Ainda segundo o secretário, as ações da Prefeitura de Campina Grande incluíram duas desapropriações, com remanejamento dos cidadãos para novas residências, adquiridas com recursos próprios da PMCG e por isso a obra foi mais demorada.

“A Prefeitura pavimentou em asfalto 46% do percurso previsto na João Suassuna. Tivemos a necessidade de reconstrução de casas, para não ter que desapropriar e tirar as pessoas do ambiente e claro, uma consequente adequação ao cronograma e um impacto financeiro, em função da crise que se abate sobre todos os municípios”, explicou.

imagem

Outro ponto que foi resolvido pela Prefeitura de Campina Grande se refere a uma ponte que precisou ser recalculada para adaptação ao projeto. “Esta é uma execução compartilhada. O Governo do Estado vai aproveitar isso, o traçado que a Prefeitura projetou e a retirada das casas que nós já fizemos, sem ser mais necessário o impacto de novas desapropriações, como previa o projeto dele”, destacou André.

O alongamento da João Suassuna atende a uma antiga reivindicação da população campinense, uma vez que sua extensão vai contribuir para desafogar vias paralelas e otimizar o tráfego na área de acesso à UFCG, UEPB, Hospital da FAP e Redentorista. A via integra o Plano de Mobilidade Urbana do município e, segundo o secretário de Obras e Planejamento, é um investimento conquistado pela cidade.

“Não há nenhum tipo de vaidade no sentido de dizer que a Prefeitura não precisa do investimento do Governo do Estado. Campina precisa e muito de investimentos! Mesmo sendo muito pouco o que o Estado investe hoje aqui na cidade, ressaltamos que toda intervenção é bem vinda e aceita, desde que seja compatível com o planejamento municipal, que é o que estamos buscando no caso da João Suassuna”, finalizou.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO