Presidente do IPSEM rebate críticas de vereador sobre administração do Shopping Popular

antonio_hermano_pres_ipsemO presidente do Ipsem, Antônio Hermano de Oliveira, rebateu nesta sexta-feira, 28, críticas formuladas pelo vereador Napoleão Maracajá que atribuiu total responsabilidade pelos problemas de manutenção e de administração do Shopping Popular Edson Diniz à Prefeitura Municipal de Campina Grande.

De acordo com Hemano, “Napoleão é um oportunista desinformado, pois conforme preceitua a Lei 3.980/2001, a administração está a cargo da Associação dos Vendedores Ambulantes”. Para tanto, conforme esclareceu, isto é estabelecido no artigo 6º. da referida lei.

Em seguida, Antônio Hermano esclareceu que “o vereador deveria primar pela legalidade e não sair com ilações capciosas em tempos de eleição, pois as normas legais federal e municipal proíbem a utilização de recursos oriundos da contribuição previdenciária para o comércio privado”.

Para o presidente, o vereador deveria, neste momento, está a favor da preservação do patrimônio dos servidores públicos de Campina Grande e não em tirar proveito do sofrimento alheio.

Ainda com base na legislação municipal, Hermano lembrou que compete aos comerciantes, por meio da sua associação de lojistas, zelar pela limpeza e conservação do imóvel, devendo providenciar, às suas expensas, qualquer obra de manutenção que se faça necessária.

“Portanto, a culpa da atual interdição não deve ser atribuída à gestão municipal. Apesar disso, o prefeito Romero Rodrigues não se omitiu em prestar a sua solidariedade aos comerciantes e o governo fará o que for possível no sentido de viabilizar as melhorias exigidas para a retomada do funcionamento daquele espaço comercial”, afirmou.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO