Procon comemora treze anos defendendo o consumidor

proconHá treze anos, em 12 de junho de 2001, Campina Grande conquistava o seu Órgão Municipal de Defesa do Consumidor. Desde então, a cada ano, o Procon Municipal tem trabalhado pela construção de uma sociedade mais justa e harmoniosa e de uma relação equilibrada entre fornecedores e consumidores.

Com investimentos na área de educação para o consumo, o órgão busca criar uma consciência para um consumo adequado. A fiscalização é parte fundamental para o sucesso do Procon. Em contato direto com os fornecedores, os fiscais do Procon orientam para práticas corretas e, quando necessário, agem para defender os direitos do consumidor.

Decorridos 13 anos da fundação do Procon em Campina Grande, pode-se perceber, através dos mais de 25 mil processos instaurados, que cresce a cada dia a procura de consumidores por orientação, esclarecimento, denúncia e registro de reclamação.

Atualmente, por dia, cerca de cem consumidores creditam ao Órgão a solução de problemas relacionados ao consumo de produtos e serviços. A maioria destes casos, 70%, tem solução na triagem do atendimento, através de um contato por telefone, sem a necessidade de abertura de processo administrativo.

Como parte das comemorações ao aniversário do Procon, será realizado um café da manhã para os consumidores na sede do órgão, nesta quinta-feira, 12. No período da noite, o órgão promoverá uma ação educativa no Parque do povo, a partir das 20h, onde uma equipe fará panfletagem, orientando a população quanto aos direitos do consumidor.

Atuação intensiva no Parque do Povo

No mês do São João, o Procon Municipal intensifica as ações de fiscalizações para garantir o cumprimento dos direitos dos consumidores. Durante o período junino, as equipes de fiscalização do órgão estarão monitorando os estabelecimentos onde existem relações de consumo.

Diligências estão sendo realizadas todas as noites na área do Parque do Povo e nas proximidades, para evitar as práticas infrativas ao Código de Defesa do Consumidor. “O objetivo é orientar, conscientizar, mas também penalizar os abusos”, afirma o coordenador do Procon, Paulo Porto.

Outro cuidado do Procon é com a informação aos consumidores sobre seus direitos. Dez mil panfletos e quinze mil cordéis serão distribuídos durante a realização da festa, alertando sobre os direitos do consumidor turista, o direito à informação em tabelas e cardápios, a abusividade na exigência de taxa de 10% de garçom, a cobrança indevida de consumação mínima, dentre outras práticas.

“A finalidade do órgão é que o consumidor, uma vez consciente, exija o cumprimento de seus direitos”, alerta Paulo Porto. Para denúncias e reclamações, a fiscalização do órgão pode ser acionada através do telefone (83) 8802-5525.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO