Procon investiga reajustes abusivos nos preços dos combustíveis

bomba_gasolinaNo ano de 2015 o ProCon Municipal de Campina Grande identificou sete reajustes no preço dos combustíveis, o que ocasionou a abertura de um procedimento administrativo junto ao cartório do órgão para apurar possíveis práticas infrativas por parte dos postos fornecedores na cidade. Já na primeira semana do ano de 2016 os consumidores campinenses foram surpreendidos com mais um aumento.

Diante disso e levando em consideração a necessidade de apurações por abusos e irregularidades, foi dado um prazo de dez dias para que os revendedores de combustíveis apresentassem as cinco últimas notas fiscais de compra de combustíveis, a equipe de estatística do órgão fez uma análise das notas recebidas e identificou que houve aumento na aquisição de combustível para a maioria dos postos.

Nesta quarta-feira, 30, após denúncia do Presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis de Campina Grande e Interior da Paraíba (Sindirev),Bruno Agra, o PROCON ingressará com uma ação civil pública para investigar uma possível prática que está provocando aumentos abusivos na cidade. Na denúncia formulada, o presidente do sindicato diz que Campina Grande estaria bancando o combustível mais barato comercializado na Capital paraibana.

O Coordenador Executivo do PROCON Municipal afirma que irá apurar a possível prática. “Se for comprovada essa ação por parte das distribuidoras, nós juntamente com o Ministério Público e Procuradoria Geral do Município iremos tomar as medidas cabíveis”, afirmou Paulo Porto.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO