Professores do ‘Capoeira nas Escolas’ recebem formação e iniciam 10º ano do projeto

capoeira_escolasIncentivar a prática de atividades culturais e contribuir com a socialização e a melhoria do rendimento escolar das crianças. Esses são alguns dos objetivos do Projeto Capoeira nas Escolas, que em 2016 chega ao seu décimo ano. E para reiniciar o trabalho nas 120 unidades da rede municipal de ensino (que acontecerá na próxima segunda-feira), os 25 professores do Projeto participaram nesta quinta-feira, 17 de março, de uma formação no Teatro Rosil Cavalcante. Na ocasião foram ajustados os métodos de trabalho e a distribuição dos professores nas unidades de ensino.

Participam do ‘Capoeira nas Escolas’ 4,8 mil alunos, matriculados nas séries da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental. As atividades ocorrem semanalmente e são realizadas no turno oposto ao horário de aula dos estudantes. Além da capoeira, também são ministradas aulas de Percussão, Samba de Roda, Maculelê, Coco de Roda e Ciranda. O projeto é desenvolvido na rede municipal de ensino através de uma parceria entre a União dos Capoeiras do Planalto da Borborema (UCPB), Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) e o Instituto Alpargatas.

O coordenador do Projeto, Rosenberg Pequeno (Mestre Pequeno), disse que a UCPB foi fundada em 2006 para viabilizar as ações nos educandários, que tiveram início no ano seguinte. Desde 2010, a iniciativa conta com a parceria do Instituto Alpargatas, que é responsável pelas formações das equipes, apoio logístico e distribuição dos uniformes.

Na avaliação do professor, que também preside a UCPB, os resultados observados nas escolas nos últimos nove anos são bastante positivos. “Percebemos melhoras nas relações entre os estudantes, na disciplina e no rendimento escolar. Hoje contamos com 25 professores, de oito grupos de capoeira. Esse é o maior projeto de capoeira do Brasil, que serve de referência para todo o país”, enfatizou.

Mais informações sobre o ‘Capoeira nas Escolas’, e como os estudantes podem se inscrever, estão disponíveis nas escolas da rede municipal ou na página do Projeto (www.facebook.com/capoeiranasescolas).

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO