Profissionais de saúde farão busca de crianças e adolescentes fora da escola

profissionais_saude_criancas_escolaO Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) está desenvolvendo em Campina Grande o projeto “Busca Ativa Escolar”. O objetivo é rastrear o número de crianças e adolescentes em idade escolar que estão foram das salas de aula, identificar as causas da evasão, levar os estudantes para a escola e melhorar os índices da educação no município.

O projeto faz parte da campanha “Fora da Escola não pode!” e foi lançado no mês passado pela Secretaria Municipal de Educação na Escola Municipal Maria das Vitórias Pires Uchôa, no Bairro das Cidades.

Na manhã desta quinta-feira, 27, o Unicef e a Prefeitura Municipal de Campina Grande apresentaram as diretrizes do projeto para servidores da Secretaria Municipal de Saúde na Vila do Artesão.

Serão os profissionais de saúde da atenção primária que ficarão responsáveis por rastrear a ocorrência de crianças e jovens em idade escolar fora da escola e apresentar as informações à Secretaria de Educação.

“Essa ação é conjunta porque são os Agentes Comunitários de Saúde que vão às residências diariamente e que têm contato com as famílias nas Unidades Básicas de Saúde. Eles é que serão os verdadeiros buscadores ativos dos estudantes que estão fora das salas de aula”, explicou a Coordenadora de Saúde da Criança, Geuma Ângela Cavalcanti.

Os dados coletados pelos agentes serão colocados em um sistema, os alunos serão rematriculados e acompanhados por pelo menos um ano para que se evitem casos de reincidência da evasão.

A Secretária de Educação do município lembrou que a participação da sociedade é importante para a eficácia do projeto. “Contamos com a população, que poderá procurar os agentes de saúde para informar casos de evasão escolar”, disse Iolanda Barbosa.

Este projeto é pioneiro e será realizado em todo o país a partir do próximo ano. Em 2016 ele está sendo implantado em apenas seis cidades brasileiras e Campina Grande é uma delas.

O bairro das Cidades foi o local escolhido para iniciar o “Busca Ativa Escolar” em função do crescimento demográfico da comunidade registrado nos últimos anos. Por isso, profissionais de saúde do Distrito Sanitário VI, que corresponde à região, também participaram da apresentação do projeto.

“Campina foi escolhida pelo trabalho que já estamos desempenhando, pois já conseguimos baixar a evasão escolar nos últimos anos e este ano nós superamos as metas do Ideb”, disse Iolanda.

Profissionais da Secretaria de Assistência Social também vão ajudar na busca ativa, principalmente das famílias acompanhadas pelos programas sociais. Já a Secretaria de Planejamento do município está realizando um mapeamento da cidade e das demandas de cada região e, através desses dados, também contribuirá na identificação dos casos de exclusão escolar.

O projeto é realizado em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Instituto Tim.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO