Proinsa supera metas e beneficia todas as comunidades rurais

vacinacao_aftosa_2014O Programa de Inseminação Artificial (Proinsa) da Secretaria de Agricultura da Prefeitura de Campina Grande (Seagri) atingiu as suas metas em 2014, beneficiando os criadores de todas as comunidades rurais com a realização de inseminações, campanhas de vacinação, visitas técnicas e muitas outras ações que asseguram a melhoria da qualidade do plantel bovino da zona rural campinense. A implantação do Proinsa é uma ação inovadora e pioneira da atual gestão municipal.

De acordo com Francisco Miguel de Melo Oliveira, coordenador do Proinsa, os dados levantados neste final de ano demonstram o sucesso das iniciativas determinadas pelo prefeito Romero Rodrigues e pelo secretário de Agricultura, Fábio Medeiros, em favor das comunidades rurais, especialmente dos criadores locais.

Conforme relatório apresentado pelo coordenador, de janeiro a dezembro deste ano, 31 criadores foram beneficiados com a inseminação de 98 vacas. Também houve, entre fevereiro e dezembro, a vacinação contra brucelose em 258 bezerras, pertencentes a 63 criadores. Ainda foram feitos exames referentes a brucelose e tuberculose em 81 vacas de 18 criadores.

Segundo os levantamentos, 77 vacas foram submetidas a exames de ultrassonografia. Enquanto isso, técnicos visitaram propriedades de 41 criadores para ações de divulgação e informação sobre o Programa de Inseminação Artificial. Merece destaque o êxito das campanhas de vacinação contra a febre aftosa. Na primeira etapa, realizada em maio, 247 criadores foram beneficiados com a vacinação de 3,9 mil bovinos. Já na segunda etapa, em novembro, 4.954 bovinos, pertencentes a 327 criadores, receberam a vacina.

Sobre os animais vacinados por distrito, ao longo de 2014, Miguel Oliveira informou os seguintes dados: em Catolé de Boa Vista, onde existem 20 comunidades, com 133 criadores, 1.657 animais estiveram sendo vacinados. Em São José da Mata, com igual número de comunidades, 1.445 animais, pertencentes a 114 criadores, receberam a vacina contra aftosa.

Por sua vez, em Galante, com 11 comunidades, 1.259 animais, de 53 criadores, tiveram acesso ao mesmo tipo de vacina. Outras nove comunidades rurais de Campina, com 27 criadores, registraram a vacinação de 593 animais. “Com isso, só nesta segunda e última etapa, tivemos quase 5 mil animais vacinados, um número expressivo nesta ação em favor da pecuária local”, afirmou Miguel, acrescentando que todo esse esforço possibilita, entre outras metas, a própria recuperação da bacia leiteira da região.

Para a realização deste trabalho, o Proinsa conta com uma equipe integrada por técnicos especializados, zootecnistas e veterinários. As visitas desses profissionais são permanentes, gerando-se a melhoria da qualidade do rebanho local. Tudo isso é feito sem custos para os criadores e nenhum deles ficou sem receber este tipo de assistência por parte do governo municipal.

O secretário Fábio Agra Medeiros comemora também o recorde em silagem no ano de 2014, com mais de 1500 toneladas de material forrageiro produzido, vindo do milho, do sorgo e de capim elefante, reforçando o suporte forrageiro dos produtores rurais, principalmente no período de estiagem. A Secretaria de Agricultura colocou à disposição dos agricultores de Campina Grande para essa ação quatro tratores de pneu, quatro carroções e quatro ensiladeiras que beneficiaram o material para estocagem nos silos.

Todo este esforço inovador vai prosseguir em 2015, atendendo-se a uma determinação do prefeito Romero Rodrigues. Contudo, a qualquer tempo, a Secretaria Municipal de Agricultura estará de portas abertas para receber e atender as demandas dos produtores rurais de Campina Grande. A meta é melhorar, cada vez mais, as condições de vida e de trabalho dos que moram em toda a zona rural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO