Projeto “É na Praça que a História se Passa” comemora Dia do Livro Infantil com ação no bairro do Catolé

A Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) promoveu nesta quarta-feira (18) uma manhã diferente para as crianças da Creche Municipal Zeferina Gaudêncio. Em alusão ao Dia Nacional do Livro Infantil, lembrado nesta data em homenagem ao escritor Monteiro Lobato, os alunos participaram da primeira ação do projeto “É na Praça que a História se Passa”, criado com a finalidade de atrair e aproximar as crianças do universo da literatura infantil.

Reunidas na Praça Tobias di Pace, no bairro do Catolé, os alunos das turmas de berçário e pré-escola participaram de momentos de contação de histórias e de outras atividades lúdicas com música e brinquedos, realizadas a partir do tema dos textos literários.

Além dos alunos da creche, também participaram das atividades do projeto professores, pais e outras crianças da comunidade. No turno da tarde, a partir das 15h, a equipe retorna a Praça Tobias di Pace, dessa vez com atividades para os alunos da Escola Municipal Centenário.

Segundo a coordenadora do projeto, Socorro Siqueira, a intenção é realizar ações mensais em praças e parques que sejam próximos a escolas e creches do Sistema Municipal de Ensino para despertar nas crianças o interesse pela leitura.

“Em uma época em que a tecnologia está cada vez mais presente no cotidiano de crianças e adolescentes, a nossa intenção é resgatar o interesse pelo universo da literatura infantil e despertar nesses alunos o prazer que o hábito de ler um livro proporciona”, destacou.

Projetos

Além do “É na Praça que a História se Passa”, a Secretaria de Educação também conta com outros projetos de incentivo à leitura. Um deles é o “Esqueça um Livro e Espalhe Conhecimento”, que ‘abandona’ exemplares diversificados em pontos estratégicos da cidade.

A proposta é que eles sejam encontrados, lidos e em seguida passados adiante para que outras pessoas possam lê-los e reiniciem o ciclo. Quem quiser contribuir com a iniciativa pode doar livros em bom estado de conservação, e para qualquer faixa etária, que serão ‘esquecidos’ durante as ações do projeto. Eles devem ser entregues na Secretaria de Educação, localizada na Rua Paulino Raposo, no bairro São José.
Já na Brinquedoteca Municipal, também vinculada à Seduc, são oferecidas semanalmente atividades para crianças que estejam na fase da Educação Infantil, direcionadas para a contação de histórias e o desenvolvimento de habilidades múltiplas dos alunos.

As ações de incentivo à leitura também estão presentes no cotidiano das escolas e creches do Sistema Municipal de Ensino, através das salas de leitura, ambiente onde os professores, que participam de formação continuada, trabalham o tema com os alunos através de diferentes aspectos e métodos.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO