Projeto “São João é na Vila do Artesão” terá investimentos de R$ 350 mil

Artesanat_Vila_ArtesaoUma festa de São João com muito artesanato local e regional, artistas regionais, visibilidade de produtos, fluxo turístico, trabalho e renda. Tudo isso vai marcar o Maior São João do Mundo, em 2015, na Vila do Artesão, espaço comercial e cultural administrado pela Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), que abriga quase trezentos artesãos.

Para tanto o presidente da Amde, Alcindor Vilarim, anunciou nesta quarta-feira, 25, que será desenvolvido o projeto “São João é na Vila do Artesão”, fruto de um convênio firmado com o Banco do Brasil, no valor de R$ 350 mil. Os recursos, de acordo com o projeto, deverão ser liberados em abril próximo e serão aplicados em cinco linhas de ação.

As linhas de ação consistem em: a) programação artística regional, com a apresentação de trios de forró, quadrilhas e outros grupos, durante o período diurno da festa; b) ornamentação com o tema da festa junina; c) confecção de um portfólio com a agenda dos eventos, bem como com a história dos artesãos e seus produtos comercializados; d) divulgação em âmbito nacional da programação da Vila para informar os turistas e visitantes; e) disponibilizar, aos turistas, translado dos hotéis da cidade para a Vila do Artesão durante os dias da festa, de modo a estimular a visitação.

“Todas essas ações visam ampliar o conhecimento do artesanato local, fortalecer a cultura da região, bem como fomentar a comercialização deste tipo de produção. Assim, o projeto aprovado pelo Banco do Brasil tem como objetivo incluir no escopo dos festejos juninos de Campina Grande mais uma opção para os turistas e o público em geral participarem mais efetivamente do grande evento”, disse Alcindor.

Por sua vez, Gilmar Aurelino, diretor de incentivos da Amde, destacou que a iniciativa “vai tornar mais ampla a divulgação dos produtos artesanais locais e regionais, ampliando a comercialização desses produtos, gerando mais renda e trabalho para os artesãos e os artistas contratados”.

Como resultado desse projeto, espera-se ainda que seja definitivamente vinculado o artesanato regional/local com as festas de São João em Campina Grande, beneficiando diretamente todo o Compartimento da Borborema e todos os turistas nacionais e estrangeiros.

Em termos de beneficiados, o público-alvo do projeto é integrado pelos 280 artesãos que trabalham no local, porém a abrangência e visibilidade do projeto se dará a todo o público visitante e à população campinense no período de realização do Maior São João do Mundo. Os artesãos trabalham e comercializam com treze tipologias de artesanatos diferentes, entre eles labirinto, renascença, reciclagem, fios, madeira, algodão colorido, bordados e tricô.

De acordo com levantamentos da Amde, em 2014 a programação da Vila do Artesão contou com apresentação de grupos de danças, quadrilhas e trios de forró, ornamentação junina e outros atrativos que atraíram um público estimado em mil pessoas/dia. Espera-se que em 2015 ocorra um aumento na ordem de 100% nos números de 2014 com a aprovação do projeto.

Para a execução deste projeto, serão aplicados R$ 80 mil com ornamentação; R$ 50 mil com divulgação; R$ 50 mil na produção de portfólio de artesanato paraibano e R$ 100 mil com programação cultural. Também constam no projeto um patrocínio da Prefeitura Municipal de Campina Grande, no valor de R$ 50 mil e do Sebrae, que investirá R$ 20 mil.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO