Projeto “Tamanquinhos das Artes” realiza nesta terça-feira programação alusiva a Semana da Criança

Uma ação pedagógica de ludicidade, envolvendo as artes, e de atendimento em áreas de saúde e cidadania. Isto é, em resumo, o que vai ser o “Projeto Tamanquinhos das Artes na Pedagogia dos Direitos/Semana da Criança”, programado para esta terça-feira, 17, das 9h às 12h, no Complexo Sócio Educacional Santa Madalena, na Feira Central de Campina Grande, na rua Capitão João de Sá, 311.

A programação vai consistir em uma Mostra Pedagógica das Artes, desenvolvida pelas crianças do Projeto “Tamanquinhos das Artes”, acompanhadas por arte-educadores. Também está programado o “Alegria Cultural”, com os palhaços Cadengo (Chico Oliveira); Salomé (Claudete Reis); Thera Baite (Emília France) e Lamparina (Joana Marques) da Cia do Rosário, sob a direção do ator, professor e psicólogo Chico Oliveira.

Haverá, ainda, atendimento de serviços na área de saúde para crianças e familiares, além de serviços de cortes de cabelos com professores e alunos do Centro Profissionalizante Antônio de Carvalho Souza (Cepacs).

A iniciativa é do Solidarium – Instituto de Arte, Cultura e Cidadania, Ministério Público do Trabalho (MPT), Diocese de Campina Grande e Prefeitura de Campina Grande, por meio das Secretarias de Saúde e de Cultura.

O Projeto “Tamanquinhos das Artes”, implementado na Capela de Santa Madalena, na Feira Central, cedida pela Catedral de Nossa Senhora da Conceição, com o apoio financeiro do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, oferece oficinas de arte-educação às crianças em estado de vulnerabilidade social, com o objetivo de combater o trabalho infantil e outros problemas sociais.

Este projeto social, pedagógico e cultural aposta na comprovação científica de que a arte é um poderoso instrumento educacional, exercendo um papel transformador na sociedade porque age diretamente na consciência.

Com um ano e dois meses de atividades, as crianças já tocam flautas e violinos, dançam, representam textos criados por elas mesmas, confeccionam brinquedos, pintam, fazem xilogravuras, constroem esculturas em argila e já estão iniciadas na literatura, com o estudo da palavra, contação de histórias, cantos e declamação.

Durante este período, já fizeram apresentações no Teatro Municipal Severino Cabral, no Sítio São João, na Praça da Bandeira, na Feira Central de Campina Grande e na sede do Ministério Público do Trabalho, em João Pessoa.

Segundo a coordenação do evento do projeto, “as sementes plantadas estão florescendo, pois, muitas crianças, oriundas de famílias extremamente pobres, já foram afastadas do trabalho infantil, e outras, das drogas”.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO