Rede Municipal participa de mobilização para debate da Base Nacional Comum

As escolas e creches da rede municipal de Campina Grande promoverão na próxima quinta-feira, 26, um amplo debate sobre as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular, documento que vai definir quais os conhecimentos e competências essenciais para os estudantes de todo o país. Os debates acontecerão em cada unidade de educação, mobilizando professores, gestores escolares, técnicos, pais e alunos.

Cada escola ou creche realizará o debate interno da comunidade escolar, tendo autonomia para definir o horário que melhor se adapta à rotina de cada unidade. A meta da Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) é de que todas as 119 escolas e 35 creches, da rede municipal, participem da mobilização que acontece em todo o país.

As propostas e sugestões de cada unidade escolar deverão ser encaminhadas diretamente ao Ministério da Educação, através de um site na internet, criado especificamente para promover o debate público sobre o tema. O espaço de colaboração está disponível no endereço basenacionalcomum.mec.gov.br. Cada escola precisa fazer o cadastro prévio, no site, para participar e encaminhar suas contribuições à Base Comum.

As escolas têm até 15 de dezembro para encaminhar suas colaborações. As contribuições dos demais educadores do país também estarão disponíveis, no portal, para que seja estimulado o debate nacional. “É importante que as escolas municipais de Campina Grande se cadastrem e não percam a oportunidade de contribuir com a Base Nacional Comum”, defendeu a secretária de Educação de Campina Grande, Iolanda Barbosa.

O site também disponibiliza para a comunidade o acesso ao texto preliminar, que apresenta a proposta inicial da Base Nacional Comum (BNC), aberta a modificações. O documento pretende estabelecer os elementos fundamentais que precisam ser ensinados nas áreas de conhecimento da Matemática, Linguagens, nas Ciências da Natureza e nas Ciências Humanas.

Os professores da Educação Infantil e da Educação Fundamental (1º ao 9º ano) estarão reunidos para análise e contribuição do documento preliminar (Base Nacional Comum Curricular), conforme a proposta do Dia da Mobilização. Os alunos, do primeiro ao nono ano, participarão com uma representação nas discussões, além da realização da plenária com os alunos do sexto ao nono ano.

A Base Nacional Comum Curricular (BNC) deixará claros os conhecimentos essenciais, aos quais todos os estudantes brasileiros têm o direito de ter acesso e se apropriar durante sua trajetória na Educação Básica, ano a ano, desde o ingresso na creche até o final do Ensino Médio. Com ela, os sistemas educacionais, as escolas e os professores terão um importante instrumento de gestão pedagógica e as famílias poderão participar e acompanhar mais de perto a vida escolar de seus filhos.

A BNC será mais uma ferramenta que vai ajudar a orientar a construção do currículo das mais de 190 mil escolas de Educação Básica do país. A necessidade de criação da Base Nacional Comum é apresentada na Constituição de 1988 e também está prevista pelo Plano Nacional de Educação (PNE) em vigor.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO