Reunião vai definir mudanças no sistema de hospedagem alternativa durante o São João

Dentro das mudanças previstas para a realização da edição 2017 do Maior São João do Mundo, o sistema de hospedagem alternativo será inovado e já está prevista para o próximo dia 10 de maio, uma reunião, na Associação Comercial com a participação do prefeito Romero Rodrigues, da Coordenadoria de Turismo da Prefeitura e de representantes da AirBnB para a formalização de uma parceria e a assinatura de um MoU – Memorandum of Understanding.

O Airbnb começou em 2008 como um site em que pessoas alugavam apenas quartos na sua casa — algo como um CouchSurfing pago. A coisa deu tão certo, que o site começou a ser usado para alugar apartamentos inteiros. E hoje é a “imobiliária” que mais cresce online.

De acordo com Renata de Lima, Técnica em Turismo da Prefeitura Municipal, a empresa tem alcance internacional, com sede nos Estados Unidos. Ela informa na reunião serão definidas as competências da Prefeitura e do Airbnb.

O que torna o Airbnb diferente das agências convencionais é o fato de funcionar como uma rede social. Para alugar – tanto como anfitrião, como inquilino – é preciso criar um perfil e entrar na rede.

Compartilhar informações é algo fácil, divertido e seguro no Airbnb. Os perfis pessoais e anúncios são verificados, um sistema de mensagens inteligente é mantido para que anfitriões e hóspedes possam se comunicar com segurança e há o gerenciamento de uma plataforma confiável para receber e transferir pagamentos.

O Memorandum of Understanding  que será assinado pelo prefeito Romero Rodrigues é um acordo de cooperação e trocas de informações firmado entre as partes. A natureza dos memorandos pode variar da troca de informações públicas e também à definição do papel das partes envolvidas, das atribuições e responsabilidades.

Desde que a Lei não estabeleça uma forma obrigatória para a realização de contratos ou acordos, não há limitação para a utilização do MoU, constituindo-se um importante fator para o aumento da proteção de investidores, integridade do mercado e, consequentemente, aumento do nível de confiança entre as partes.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO