Romero entrega novos tablets e anuncia autorização para implantação de mais uma escola bilíngue

Menos de seis meses após a implantação da primeira escola pública em tempo integral bilíngue de Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues anunciou nesta segunda-feira, 5, que autorizou a Secretaria de Educação do Município (Seduc) a viabilizar ainda neste ano a implantação do mesmo formato em outra escola do Sistema Municipal de Ensino.

O anúncio foi feito durante a solenidade de abertura da Semana Municipal do Meio Ambiente, que ocorreu no Parque da Liberdade, ocasião em que o prefeito também realizou a entrega simbólica de 590 novos tablets para escolas do Sistema Municipal de Ensino e de certificados para alunos participantes do projeto Minha Árvore.

Segundo Romero, a proposta inicial de sua gestão era implantar uma escola bilíngue por ano no município. Mas, devido aos excelentes resultados observados nos três primeiros meses de atividades na Escola Municipal Estudante Leonardo Vitorino Guimarães, foi verificada a viabilidade de extensão do modelo, pioneiro em redes municipais de ensino do Nordeste, ainda em 2017.

A intenção da gestão municipal é que, após o recesso junino, a escola selecionada, localizada na zona sul da cidade, já inicie suas atividades com a nova modalidade de ensino.

O modelo será o mesmo adotado na Escola Leonardo Vitorino, localizada no bairro do Pedregal, onde na fase inicial do projeto os alunos assistem aulas do conteúdo regular durante a manhã e tem contato com o segundo idioma nas atividades complementares do tempo integral.

Além de autorizar a implantação de mais uma escola bilíngue, o prefeito também destacou, em sua fala, a entrega dos novos tablets para 17 escolas municipais. Foram contempladas com os equipamentos as unidades que participaram do projeto Minha Árvore entre 2015 e 2017 e aquelas com melhor desempenho nas avaliações do primeiro semestre do Sistema de Avaliação Municipal da Aprendizagem (SAMA), que ainda não tinham recebido tablets em anos anteriores.

Também foi premiada com um tablet a aluna Emanuelly Andrade, da Escola Municipal José Gomes Filho, primeiro lugar geral na última avaliação do SAMA.

“O tablet permite que as crianças possam ter ideia do mundo globalizado em que nós vivemos. No passado, o uso dessa ferramenta na rede pública de ensino parecia impossível, mas se tornou realidade em nossa gestão a partir de 2014. Acredito, inclusive, que esse talvez seja um dos itens que está nos permitindo avançar em importantes indicadores educacionais, a exemplo do Ideb”, ressaltou o prefeito, que desde o início da gestão já entregou mais de 8 mil tablets para as escolas do município.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO