Ronaldo Filho entrega “ciclolâncias” e destaca empenho dos profissionais

samu_ciclolanciasCampina Grande passa a contar com mais um serviço itinerante de assistência à saúde. Trata-se das ciclolâncias, bicicletas que disponibilizarão profissionais de enfermagem e técnicos de enfermagem para atendimento nas áreas do Parque da Criança, Parque do Açude Velho e Avenida Juscelino Kubitschek, locais que diariamente concentram praticantes de atividades físicas. O lançamento aconteceu na manhã desta quarta-feira, 25, na sede do Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, durante as comemorações de dez anos do Samu.

Na ocasião, o vice-prefeito do Município, Ronaldo Cunha Lima Filho, destacou o empenho dos que trabalham no Samu. “O maior patrimônio do Samu são os profissionais que atuam com dedicação e competência na prestação de serviços à população”, disse. O investimento, do próprio Município, em novos equipamentos de saúde para as ambulâncias do Samu, fardamentos, respiradores para pacientes neonatal e capacitação dos profissionais foi de aproximadamente R$ 200 mil.

Os novos fardamentos e os certificados de conclusão de cursos de formação, oferecidos para quatro turmas do Núcleo Permanente de Ensino do Samu, também foram entregues aos profissionais de pronto atendimento nesta quarta-feira. Ronaldo Cunha Lima Filho confirmou os investimentos da atual gestão municipal na área de saúde, a exemplo do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), e na criação da Casa da Gestante, ampliando a assistência médica às gestantes do município e de cidades vizinhas.

O vice-prefeito ressaltou, ainda, a municipalização dos hospitais Pedro I e Dr. Edgley, com o oferecimento de exames especializados, e, neste momento, com os investimentos em equipamentos, fardamento e cursos para as equipes do Samu.

No Parque da Criança, Açude Velho e Juscelino Kubitschek os profissionais atuarão em duplas, nas ciclolâncias, das 6h às 9h e das 16h às 19h, período em que normalmente muitas pessoas praticam atividades físicas. De acordo com o diretor geral do Samu, Carlos Alberto Figueiredo Filho, atualmente 200 profissionais trabalham na prestação de serviço de atendimento de urgência. “A média, por mês, é de 2,8 mil atendimentos realizados pelas equipes do Samu”, afirmou Carlos Alberto.

A secretária de saúde do Município, Lúcia Derks, também lembrou do “Samu na Escola”, projeto que integra as comemorações de 10 anos do serviço, que terá suas atividades práticas retomadas agora em julho com a formação de uma equipe de jovens multiplicadores do serviço. A proposta é compor o Samu Mirim de Campina Grande com alunos da rede municipal de ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO