Secretária de Educação abre semana da Consciência Negra

professora_iolanda_semana_consiencia_negra

A secretária de Educação da Prefeitura de Campina Grande, professora Iolanda Barbosa, fez na noite da última segunda-feira, 16, a abertura do Seminário Municipal Étnico Racial, atividade que integra a Semana da Consciência Negra em Campina Grande. O seminário foi realizado no auditório do Centro de Tecnologia Educacional (CTE). Com o tema “Trançando a Rede da Diversidade: propostas e desafios para a implementação das leis nº 10.629/2003 e 11.645/2008”, o seminário teve como objetivo central discutir a legislação federal, que determina a inclusão da temática da história e cultura dos povos afro-brasileiros e indígenas no currículo escolar. No Brasil, o Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro.

Na ocasião, a professora Iolanda Barbosa deu boas vindas aos participantes do seminário e destacou o trabalho desenvolvido nas escolas, com base nas leis 10.629/2003 e 11.645/2008, acrescentando que, no próximo ano, se terá um resultado mais consistente da política das leis. Ela ressaltou ainda, que as questões raciais foram discutidas em todas as unidades da Rede Municipal de Educação. Outra questão também debatida no seminário foi o enfrentamento ao preconceito.

imagem

Iolanda também fez um registro sobre a participação do professor Moises Alves na história do Movimento Negro de Campina Grande, que passa pela história individual dele mesmo. “Essa é a luta de todos nós. Há preconceito, sim. Há racismo, sim. E, por isso, a nossa luta continua”, afirmou Iolanda. Ela agradeceu a presença dos alunos do Projovem Urbano e de todos os participantes.

Durante o seminário foi realizado um debate, abordando o tema “racismo na escola”, e apresentação de relatos de experiências de três escolas e uma creche que desenvolvem projetos pedagógicos relativos à abordagem da temática étnico-racial em sala de aula. Participam as escolas municipais Maria José de Carvalho, Zena Brasileiro e Anésio Leão, além da creche Alcide Cartaxo Loureiro.

A mesa de abertura do seminário debateu o tema “Racismo na escola: Propostas e Desafios na implementação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008”, com a participação das professoras Patrícia Aragão e Margareth Melo, ambas da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), do professor e militante do movimento negro, Moisés Alves, do graduando em Ciências Sociais e Abaiã, Marcus Whinter e do mestre de capoeira Sabiá.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO