Secretaria de Educação repudia ação do Sintab para impedir acesso às escolas do município

Seduc_portoes_fechados_sintabProfessores, estudantes, gestores e servidores de pelo menos oito escolas da Rede Municipal de Ensino de Campina Grande foram surpreendidos na manhã desta segunda-feira, 28 de março, por cadeados e correntes, colocados nos portões pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab) para impedir o acesso às unidades de Ensino.

A atitude do movimento grevista, que não é referendado por cerca de 90% dos servidores, foi criticada pela secretária de Educação do município, Iolanda Barbosa. Ela lamentou o radicalismo adotado pelo comando de greve e informou que as providências contra a atitude do Sindicato já estão sendo tomadas.

“Esse é o modelo de democracia adotado pelos dirigentes do Sintab: correntes e cadeados nos portões para tentar impedir o trabalho dos servidores e o acesso dos alunos às escolas. A atitude extrema só demonstra o radicalismo e a dificuldade que alguns líderes do movimento têm de negociar”, pontuou a secretária, ao ressaltar a gravidade da situação, uma vez que em uma das escolas, a Amaro da Costa Barros, no bairro de Santa Rosa, o vigilante ficou preso dentro da unidade.

“O diálogo aberto e transparente é um dos traços de gestão da Secretaria de Educação e do governo do prefeito Romero Rodrigues. Quando a paralisação foi decretada em assembleia, essa gestão não utilizou de nenhum artifício para impedir que os professores aderissem ao movimento. No entanto, por decisão da maioria dos professores, mesmo após a assembleia as escolas e creches continuaram funcionando em um percentual superior a 90% por entenderem que esse governo, desde 2013, vem cumprindo com suas obrigações na política de valorização do magistério”, acrescentou.

Já em relação ao que reivindicam os grevistas, a secretária reafirmou o compromisso da Prefeitura de implantar no mês de maio, data-base dos servidores municipais, o reajuste salarial de 11,36% para o magistério.

“Este ano a proposta de correção para a data-base do servidor municipal ocorreu em face das dificuldades econômicas e financeiras pelas quais passam os municípios, por conta da redução e do contingenciamento de recursos. Mesmo assim, com o esforço do prefeito, através de recursos próprios, a correção será garantida para a data-base do servidor municipal”, esclareceu.

Providências

Diante do ocorrido, a equipe de manutenção da Secretaria foi acionada para serrar os cadeados e liberar o acesso de servidores e alunos às unidades. Depois que os cadeados foram retirados, ainda no início da manhã, as atividades nas escolas seguiram normalmente.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO