Secretaria de Saúde fecha balanço de ações durante o Carnaval

Saude_carnavalA Secretaria de Saúde de Campina Grande fechou o levantamento das ações realizadas durante o período do carnaval na cidade. Ao todo, quatro equipes extras, com ambulâncias, fizeram coberturas dos eventos que foram realizados. Foram contabilizados 35 atendimentos. As equipes trabalharam da quinta-feira passada, 12, até a quarta-feira de cinzas, 18. Além disso, a Coordenação de Prevenção às DSTs do município distribuiu 120 mil preservativos no período que antecedeu a festa e durante os dias da folia.

Enquanto campinenses e visitantes participavam dos eventos religiosos, filosóficos e das festividades carnavalescas, as ambulâncias ficaram nos locais mais movimentados para prestar socorro mais rapidamente, em casos necessários. Cada equipe contou com um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e um condutor socorrista. Nos locais de festa havia também a presença de um segurança para proteger a equipe e o patrimônio público da Secretaria de Saúde.

Nos encontros religiosos dos católicos e dos evangélicos, Crescer e Consciência Cristã, respectivamente, a equipe ofereceu assistência às pessoas que apresentaram mal-estar em decorrência do intenso calor. O Crescer demandou dez atendimentos, enquanto na Consciência Cristã foram dezessete pessoas.

Na avenida Dr. Severino Cruz, local de shows e dos desfiles de Escolas de Samba, grupos de bumba-meu-boi, ala-ursa e tribos indígenas, todos os dias a ambulância esteve presente. Foi realizado atendimento para quatro pessoas. No distrito de Galante, que recebeu visitantes para atividades de lazer no açude, ambulância foi levada ao local durante todos os dias de carnaval, nos turnos da manhã e tarde, ocasiões em que a equipe foi solicitada quatro vezes.

A Secretaria de Saúde disponibilizou preservativos e os agentes de saúde prestaram informações e orientações aos foliões nos dias de festa na Avenida e no distrito de Galante. “Antes mesmo do carnaval distribuímos os preservativos com as agremiações e blocos existentes na cidade e abastecemos todas as Unidades Básicas de Saúde com uma campanha de preservação para os dias da folia. Ao todo, foram disponibilizados mais de 120 mil preservativos na cidade para a festa”, disse o Coordenador de Prevenção às DSTs, Silvestre Maia.

Além desse planejamento, a secretária de saúde, Luzia Pinto, explicou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foram preparados para o recebimento de vítimas que surgissem durante o período de folga. “O número de funcionários, mesmo sendo carnaval, foi mantido para atender satisfatoriamente estes pacientes quando necessário, mas tivemos um número de ocorrências dentro do padrão, felizmente”, explicou.

As vacinas contra tétano e raiva também foram ampliadas para casos de emergência e os Centros de Saúde do Catolé e Dr. Francisco Pinto, no Centro da cidade, ficaram de plantão do sábado até a terça-feira para oferecer as vacinas.

CARNAVAL – A Prefeitura Municipal esteve engajada na realização do carnaval 2015. O prefeito Romero Rodrigues fez o repasse de R$ 70 mil para a Associação Campinense das Escolas de Samba e Troças Carnavalescas. Já os encontros religiosos receberam R$ 378 mil para apoio na realização dos eventos. A ciclofaixa que funciona aos domingos às margens do Açude Velho foi suspensa no domingo de carnaval para evitar acidentes durante as festividades carnavalescas e Romero ainda decretou feriado os dias 16 e 17. Tudo isso teve o objetivo de preservar as tradições carnavalescas e a cultura popular, bem como fomentar e movimentar neste período a economia de bares, restaurantes, hotéis e pequenos comércios.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO