Secretaria de Saúde realiza dia D de vacinação contra gripe no próximo sábado

vacinacao_h1n1A Secretaria de Saúde de Campina Grande realiza no próximo sábado, 30, o dia D de vacinação da Campanha de Imunização contra a Influenza. A partir do sábado a vacina será ofertada para todos os grupos prioritários. Mais de 30 unidades de saúde estarão com as portas abertas e profissionais aplicando a injeção que protege contra três vírus da gripe, incluindo a H1N1.

Até o momento já foram vacinados mais de 9 mil profissionais de saúde e mais de 2 mil gestantes. A partir do sábado a vacina será ampliada também para as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade, idosos a partir de 65 anos de idade, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, presidiários e trabalhadores do sistema prisional, população indígena, pessoas com doenças crônicas e jovens de 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas.

Somando todas as pessoas do público-alvo são mais de 88 mil e a meta é vacinar pelo menos 80%. De acordo com a Coordenação de Imunização, a Secretaria Municipal recebeu do Ministério da Saúde inicialmente pouco mais de 11 mil doses da vacina e a imunização foi iniciada com trabalhadores de saúde e grávidas. Agora, a Secretaria recebeu mais 26 mil doses e deve receber mais remessas gradativamente para contemplar todo o público-alvo até o fim da campanha no dia 20 de maio.

“Nós dividimos os postos de vacinação de acordo com a distribuição geográfica e populacional para fazer a cobertura vacinal de toda a cidade no próximo sábado, fazendo com que as pessoas não precisem se deslocar por grandes distâncias”, explicou a Coordenadora, Miralva Cruz.

O Ministério da Saúde esclareceu que a cada ano os pesquisadores desenvolvem novas pesquisas com base no vírus circulante no ano anterior. Por isso, é imprescindível que mesmo quem tenha se vacinado no ano passado renove a imunização em 2016. A vacina previne complicações que a gripe pode causar como síndromes e hospitalizações e a proteção da vacina passa a valer 15 dias após a injeção. Portanto, é essencial continuar preservando os cuidados para não contrair a gripe, mesmo após tomar a vacina, até porque ela não exime completamente a possibilidade de adoecimento. Algumas reações como vermelhidão, dor e enrijecimento do local da injeção e até febre são consideradas normais e podem durar até 48 horas. O vírus H1N1 está em circulação no Brasil desde a pandemia registrada em 2009.

Unidades de Saúde que vão abrir no dia 30/04/16 – Vacinação H1N1

Distrito I
Centro de Saúde Francisco Pinto (Centro)
UBS Plínio Lemos (José Pinheiro)
UBS Wesley Cariri Targino (Nova Brasília)
UBSF Jardim Tavares/ Alto Branco

Distrito II
Centro de Saúde da Bela Vista
UBSF Adalberto César  (Pedregal)
UBSF Mutirão
UBSF João Rique (Bodocongó)

Distrito III
Centro de Saúde da Palmeira
UBSF Inácio Mayer (Jeremias)
UBSF Bonald Filho (Monte Santo)
UBSF Araxá /Jeremias

Distrito IV
Centro de Saúde do Catolé
UBSF Pedreira (Catolé)
UBSF Tambor I
UBSF Wilson Furtado (Vila Cabral de Santa Terezinha)

Distrito V
Centro de Saúde da Liberdade
UBSF Raiff Ramalho (Santa Cruz)
UBSF Ronaldo Cunha Lima (Conjunto Ronaldo Cunha Lima)
UBSF Catingueira
UBSF Romualdo Brito ( Jardim Paulistano)
UBSF Serra da Borborema (Ligeiro)

Distrito VI
Policlínica das Malvinas
UBS Adriana Bezerra (Santa Rosa)
UBS Ricardo Amorim (Malvinas)
UBS Rocha Cavalcante
UBS Djalma Barbosa (Catolé de Boa Vista)
UBSF Estreito

Distrito VII
Centro de Saúde de São José da Mata

Distrito VIII
Unidade Mista Galante

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO