Secretário faz avaliação positiva sobre PMCG na Fetech

ander_agra_palestra_fetechO engenheiro André Agra, secretário municipal de Obras, fez uma avaliação positiva sobre a presença da Prefeitura de Campina Grande na 12º edição da Fetech – Feira de Tecnologia, realizada na semana passada no Spazzio. Empresários da Paraíba e de outros estados visitaram o estande da PMCG para conhecer e buscar detalhes sobre o projeto de construção do Complexo Multimodal Aluízio Campos, localizado no bairro do Ligeiro. Além da dimensão do terreno, de mais de 800 hectares, a diversificação de segmentos empresariais com interesse para instalação na área tem chamado a atenção de equipes da Prefeitura Municipal.

A relevância do Aluízio Campos foi destacada na última sexta-feira (22), durante a apresentação realizada pelos secretários André Agra (Obras) e Luiz Alberto Leite (Desenvolvimento Econômico) para empresários. Na ocasião, muitos solicitaram mais dados técnicos sobre o projeto, enquanto outros demonstraram interesse na aquisição de lotes. A apresentação do Complexo Multimodal Aluízio Campos, primeira realizada oficialmente por equipes da PMCG, ressaltou a dimensão da obra e os diversos setores da economia que podem ser instalados na área (comércio, indústria, ciência, tecnologia e empresas dos setores logísticos e farmacêuticos).

“Nossa avaliação é muito boa. Estava prevista uma apresentação no auditório de 50 lugares. Depois, precisamos aumentar para 100 lugares. Foram muitos empresários e a repercussão foi positiva. Por isso, haverá um ciclo de apresentações do Complexo Multimodal Aluízio Campos, a partir de dezembro, para outros empresários e também para a imprensa”, disse André Agra.

Considerando que os setores do comércio e de serviços representam cerca de 40% das receitas da Paraíba, enquanto a indústria 22%, isso indica que 66% está sendo assumido pela iniciativa privada. O meio rural representa aproximadamente 4%. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Luiz Alberto Leite, está otimista com o projeto do Complexo Aluízio Campos porque acredita que este somará esforços à cultura local do empreendedorismo.

Mais de 160 empresas da Paraíba e de outros estados brasileiros confirmaram interesse em instalar filiais ou novas unidades no Aluízio Campos. A primeira delas foi a Ibrava (montadora de ônibus), que já iniciou a construção da filial em Campina Grande. A área receberá ainda uma “Tecnopólis” (destinada ao fomento da ciência, tecnologia e informação), e que integrará institutos de pesquisa, agentes e produtores de tecnologia. Também está sendo construído um conjunto habitacional com 4,1 mil imóveis.

ÁREA VERDE – Além dos investimentos empresariais, o Complexo Multimodal Aluízio Campos contará com áreas verdes e áreas de compensação. Dentro da área do próprio Aluízio Campos haverá um bosque. Também foi desapropriado o Sítio Louzeiro para construção de um Jardim Botânico (com 42 hectares). “Será um investimento no verde e com foco na sustentabilidade”, disse André Agra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO