Seduc promove oficina de produção artesanal de brinquedos

oficina_brinquedosProfessoras da educação infantil participam de uma oficina de produção de brinquedos artesanais de madeira, promovida na manhã desta quarta-feira (06) na creche Sinhazinha Celino, localizada no bairro da Catingueira. A oficina faz parte do projeto pedagógico “Pinóquio: dentro da nossa cidade, brinquedo de madeira vira realidade”, que integra a programação comemorativa dos 150 anos de Campina Grande desenvolvida na Rede Municipal de Educação.

O objetivo da oficina é capacitar as professoras para desenvolver a confecção de brinquedos tradicionais da cultura nordestina junto com as crianças matriculadas na creche Sinhazinha Celino. “Nossa proposta é dialogar com a realidade do bairro onde a creche está inserida, já que na comunidade funciona o Centro da Madeira. A partir do que aprendemos nesta oficina, vamos ensinar as crianças a fazer brinquedos de madeira, resgatando o artesanato regional”, explicou a diretora da creche, Josilene Alves Meira.

A oficina foi ministrada pelo artesão Carlos Pascoal, que há 35 anos atua em Campina Grande na produção de brinquedos, peças decorativas e outros produtos feitos de madeira. O brinquedo escolhido para a primeira oficina foi o tradicional “Mané Gostoso”, boneco preso a hastes de madeira e que faz movimentos quando as hastes são pressionadas.

“O Mané Gostoso é um brinquedo popular que, infelizmente, poucas crianças de hoje em dia conhecem. O projeto vai resgatar essa tradição e ainda estimular a criatividade das crianças para que elas criem seus próprios brinquedos de forma simples e barata. O brinquedo pode ser feito com madeira reciclada dos restos da produção da madeira que já existe no bairro, também ajudando na educação ambiental”, explicou Carlos Pascoal, que atua na Vila do Artesão, no bairro do São José.

Um grupo de 15 professoras participou da oficina. “A gente está aprendendo a fazer os brinquedos para trabalhar esse processo com as crianças e a partir daí relacionar as atividades com a realidade deles, contanto a história do bairro e da cidade”, conta a professora Zelita Albuquerque. A oficina foi a primeira etapa da execução do projeto “Pinóquio”. Haverá ainda a produção de outros brinquedos de madeira, como o bloco lógico, carrinhos e bonecas articuladas, entre outros.

A programação prevê ainda a realização de oficinas com as crianças, atividades em sala de aula e exposição dos trabalhos feitos pelas crianças, além de visitas das turmas à Vila do Artesão e aos pólos de madeira dos bairros de Catingueira e do Cruzeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO