Seminário sobre Educação Inclusiva reúne professores de 19 municípios

educacao_inclusivaEducadores e gestores da rede pública de ensino de Campina Grande e de outros 18 municípios da região estão discutindo e elaborando estratégias pedagógicas para o atendimento a estudantes com necessidades especiais de aprendizagem. O debate acontece durante a IX Formação do Programa Educação Inclusiva, aberto na manhã desta quarta-feira, 17, no Centro Cultural Lourdes Ramalho. A programação vai até a próxima sexta-feira, 19, reunindo cerca de 200 participantes.

A atenção aos estudantes portadores de deficiência, a educação para as relações étnico-raciais e a superação de problemas como o bullying escolar estão entre os temas abordados. O seminário está sendo promovido pela Secretaria Municipal de Educação de Campina Grande, em parceria com a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), órgão do Ministério da Educação.

A coordenadora do Programa Educação Inclusiva da Secretaria de Educação de Campina Grande, Iara de Moraes Gomes, abriu o evento destacando que o foco da educação inclusiva é promover a autonomia dos estudantes com necessidades especiais. “Estamos sistematizando ações que possam estar direcionadas ao atendimento dos alunos com necessidades educativas especiais, sejam eles crianças, adolescentes, jovens ou adultos”, afirmou.

Estratégias de atendimento multidisciplinar aos estudantes também serão discutidas no seminário. “O que se pretende é que essas ações possam agregar as diretrizes traçadas para a educação inclusiva e ao mesmo tempo considerar nesse entrelaçamento o entendimento de que é preciso articular ações de educação, assistência social e saúde”, avaliou a professora Iara na mesa de abertura do seminário.

A conferência de abertura do Seminário foi proferida pela professora Lígia Pereira dos Santos, doutora em educação e docente da Universidade Estadual da Paraíba, abordando o tema “Diversidade e seus desafios para a inclusão escolar”. Durante a programação, será realizada a socialização de experiências exitosas de educação inclusiva já desenvolvidas em escolas da Rede Municipal de Educação de Campina Grande e de outros municípios envolvidos no seminário, a exemplo de Queimadas e Alagoa Nova.

O seminário contará ainda com palestras e debates sobre temas relacionados às diretrizes para a educação nas áreas de Educação e Direitos Humanos, Educação Ambiental, Educação Especial/Inclusiva, Educação de Jovens e Adultos, Educação Afrodescendente, Educação do Campo, entre outras.

CONFERÊNCIA – A professora Lígia destacou os desafios para a inclusão escolar das ações propostas, como: enfrentamento da pobreza; a geração de renda, as questões da saúde, da segurança e da educação. “Devemos ter a clareza que todos têm defeitos e trabalhar com a diversidade é muito difícil. Somos aprendizes constantes e temos que saber lidar com o diferente. A base da educação inclusiva é o amor”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO