Sesuma amplia serviços de limpeza urbana, perfuração de poços e recuperação da malha viária em 2017

Os números comprovam que o volume de obras e ações desenvolvidas durante o ano de 2017, pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), foi tão intenso quanto os quatro primeiros anos da primeira gestão do prefeito Romero Rodrigues em Campina Grande. A coleta de resíduos sólidos urbanos atingiu 170 mil toneladas, uma média de 15 mil toneladas mês, com destaques para a coleta do lixo domiciliar (de ponto) o recolhido nas feiras, mercados e o colocado em terrenos baldios. Só no mês de junho, durante o evento Maior São João do Mundo, foram recolhidas quase 20 mil toneladas.imagem

Outra atividade desenvolvida pela Sesuma é a de recuperação da malha viária, conhecida como operação tapa-buracos, realizada com a reposição de pavimentação em pré-misturado a frio (asfalto) ou em paralelepípedo. Foram 44 mil e 500 metros² no total, média de 4 mil metros mês. O prefeito Romero Rodrigues delegou também à Sesuma a responsabilidade com a construção e recuperação de praças e a pavimentação de ruas, atividade que antes só era realizada pela Secretaria de Obras.

Pela Sesuma foram quase 110 mil m² em pavimento ao longo de 2017, totalizando 103 ruas, todas em paralelepípedo. Já outras dezenas foram beneficiadas com asfalto pela Secob. Nos cinco anos da administração Romero Rodrigues foram construídas e revitalizadas 30 praças. E foram mais duas neste ano, com destaque para a praça Alcindor Villarim, no Complexo Judiciário, inaugurada neste mês.imagem

De acordo com o secretário Geraldo Nobre Cavalcante, a iluminação pública também foi ampliada, com a implantação de lâmpadas em LED em várias avenidas da cidade. Só a avenida Argemiro de Figueiredo (Catolé e Itararé), recebeu mais de 200 postes e luminárias. Durante todo o ano foram 460 novos postes.

Outro número significativo está relacionado à quantidade quilométrica de terraplenagem em estradas, ruas e avenidas: 549 quilômetros.  Foram ainda 5.123 em capinação; 57.900 em varrição e 1.220 em pintura de meio-fio, sem falar no patrolamento em 84 campos de futebol.

E das ruas da cidade foram recolhidos 519 animais vivos e 153 mortos, além de realizada a limpeza de 83 pequenos e médios barreiros, atividade que antes era desempenhada pela Secretaria de Agricultura e que agora também está sob a responsabilidade da Sesuma.imagem

MEIO AMBIENTE – O Meio Ambiente também mereceu a destaque ao longo de todo ano. Com a inauguração do seu viveiro de plantas, no bairro São Januário, a Sesuma efetuou o plantio de quase 10 mil novas mudas em toda a cidade. Com a implantação em 2015 do Projeto Minha Árvore, pela Coordenadoria de Meio Ambiente, já foram quase 30 mil mudas plantadas em todos os bairros e condomínios da cidade. A intenção é plantar mais 30 mil mudas, nos próximos três anos, em função do déficit ser superior a 100 mil mudas, número agravado por conta do descaso de gestão passadas.

imagem

PERFURAÇÃO DE POÇOS – Só a equipe da Sesuma perfurou, nos últimos dois anos, 101 poços artesianos. Somente neste ano foram 68 poços, beneficiando escolas, postos de saúde, mercados e comunidades rurais. Foi graças a esse trabalho de perfuração que toda a água consumida no Parque do Povo, durante o Maior São João do Mundo, foi 100% retirada de poços artesianos. Para esse trabalho a Prefeitura de Campina Grande adquiriu uma máquina perfuratriz e pretende perfurar mais 200 poços, nos próximos três anos.imagem

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO