SEMAS realiza capacitação do Programa Criança Feliz

A Secretaria Municipal de Assistência Social – Semas, por meio do Programa Criança Feliz, realizou na manhã desta segunda feira, 16, uma capacitação com os visitadores do programa, em encontro aconteceu no Centro de Referência da Assistência Social – CRAS Glória.

O Programa Criança Feliz, atualmente atende a cerca de mil famílias pactuadas. A priori, essas famílias possuem cadastro no CADùnico e são beneficiarias do Bolsa Família. São distribuídas pelos territórios que o Centros de Referência em Assistência Social – CRAS atendem na cidade e distritos.
A capacitação realizada pelos supervisores do programa  privilegiou 33 visitadores, a fim de treina-los para trabalhar com as crianças o uso de brinquedos e utensílios que a família já possuem em casa. A proposta é que a família não compre brinquedos ou material, usem o que já se tem em casa, incentivando a realização da coleta seletiva, para promover o desenvolvimento dessas crianças.

O programa trabalha a primeira infância. São atendidas gestantes e crianças até 6 anos, através das visitas promovidas pelos visitadores, onde orientam as familiares a garantir que essas crianças tenham um crescimento infantil de melhor qualidade.
Os visitadores participam de reuniões periódicas, onde cada grupo e supervisão trocam experiências e fazem estudo de caso das famílias cadastradas. Muitas vezes o pai, mãe ou responsável trabalha fora, então as crianças ficam sem estimulo adequado.

Segundo Meruska Aguiar, uma das supervisoras do Criança Feliz, “é muito enriquecedor tanto para os visitadores como supervisão essa troca de experiência e informação da evolução de cada criança visitada, através do material disponível que as famílias possuem para a realização das atividades de estimulo, incentivando a prática da coleta seletiva promovendo o desenvolvimento dessas crianças”, destacou a supervisora.

Um dos principais objetivo do programa é proporcionar o desenvolvimento da criança, com a prática de brincadeiras entre os integrantes que compõem a família, visando o avanço motor e a fala, além de estimular o convívio familiar mas saudável, fundamental para os que estão em risco e vulnerabilidade social.

 Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO