Sítio São João abre ‘as porteiras’ para o público nesta quarta-feira

sitio_sao_joao_2015A partir desta quarta-feira, às 15h, o público terá a oportunidade de visitar o Sítio São João, no bairro do Catolé, e fazer uma verdadeira viagem de volta aos anos 30.

O espaço, a maior riqueza cultural instalada em área urbana, há 22 anos representa um dos mais importantes componentes d’O Maior São João do Mundo’, que começa na próxima sexta-feira e prossegue até cinco de julho.

O Sítio São João, que começou timidamente ocupando uma pequena área do Parque do Povo, e que já funcionou em vários pontos de Campina Grande, desde o ano passado está instalado nos cruzamento do Canal do Prado com a Rua Luiza Bezerra Mota, no Catolé.

Como acontece todos os anos, o espaço cultural foi apresentado à imprensa e autoridades especialmente convidadas, durante um café regional, à base de comidas tópicas, e forró pé-de-serra, na manhã desta segunda-feira (1º). Prestigiaram o acontecimento, entre outras personalidades, o prefeito em exercício de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, o presidente da Câmara Municipal, vereador Pimentel Filho, o diretor do Forum Afonso Campo, juiz Wandemberg Freire, além de pesquisadores, vereadores e jornalistas.

Idealizador do projeto, o poeta e produtor cultural João Dantas classificou a realização como uma verdadeira ‘saga nordestina’, uma espécie de mambembe, e que ele também comparou com um circo, em razão das diversas mudanças de locais, durante mais de duas décadas.

Ele falou das dificuldades, para executar um projeto tão rico do ponto de vista histórico e cultural.

“Nesse período, que a gente passa a viver literalmente em ‘estado de sítio’, eu sinto aquela energia, como se a cultura nordestina fosse o meu combustível”, disse João Dantas, ao reconhecer ainda o apoio de toda a sua família.

Ao lado de sua mãe, Dona Carminha, João Dantas revelou a razão maior de sua paixão pelo fazer cultura: “Muito aprendi com Dona Carminha Foi ela que me levou pela primeira vez para assistir a uma cantoria de viola, e por várias vezes para as feiras livres”, confessou, emocionado.

Além de funcionar em Campina Grande como uma das principais atrações dos festejos juninos na terra do ‘Maior São João do Mundo’, o Sítio São João foi montado em pleno centro de São Paulo, no Parque do Anhambi, com absoluto sucesso, por dois anos consecutivos. “Foi uma rara oportunidade para tantos nordestinos que migraram para São Paulo reviverem a sua infância”, relembrou João Dantas.

O espetáculo – Por si só, o Sírio São João é um grande espetáculo. O espaço cenográfico explora a vida do homem sertanejo remontando os lugares que antigamente existiam e faziam parte da cultura nordestina. Anualmente milhares de turistas e campinenses visitam o espaço que ainda serve para estudos e pesquisas de estudantes de todos os níveis.

Desde a casinha de taipa, comum nas comunidades rurais, as primeiras indústrias, como a casa de farinha e o engenho, o roçado com plantação de milho, a bodega, o depósito de mangaio, a capela, a difusora, a tipografia e até o foto ‘mochila’, além de ferramentas agrícolas e artigos produzidos na própria terra, compõem o cenário que fascina a todos os que visitam o espaço.

Agora em uma área de dois hectares, com estacionamento com capacidade para 150 carros pequenos e 30 ônibus, o espaço estará aberto à visitação durante as festividades do Maior São João do Mundo, a partir das 10h da manhã e se estende até a madrugada.

O ‘Forró da Bolandeira‘, espaço tradicional do Sírio São João, além de um novo espaço criado para oferecer mais oportunidade aos visitantes, e numa homenagem ao ‘Forró de Lagoa’ e a Rosil Cavalcanti, estarão funcionando com apresentações de artistas, bandas de forró, repentistas, emboladores de coco, aboiadores e outras manifestações artísticas.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO