STTP divulga relatório de acidentes durante encerramento do Maio Amarelo

encerra_maio_1Na tarde da última sexta-feira, 29, Dia Nacional da Gentileza, a Prefeitura de Campina Grande, por meio da divisão de educação de trânsito da STTP, realizou um comando educativo para o encerramento da campanha do Movimento Maio Amarelo.

Para o evento a STTP reuniu vários setores da sociedade, como os parceiros da campanha, imprensa, segurança pública, saúde, ONGs, entre outras, para a divulgação do relatório de acidentes do ano de 2014.

Antes do anuncio dos dados estatísticos, durante todo o dia convidados e visitantes tiveram a oportunidade de apreciar, numa parceria com o Clube do Fusca, de uma exposição com veículos antigos de diferentes marcas e estilos.

Oportunamente, a Secretaria de Saúde do município também disponibilizou uma equipe de vacinação antigripal para os funcionários da STTP e demais visitantes do pavilhão do Maio Amarelo.

No seu discurso de agradecimento, o superintendente José Marques Filho enalteceu o trabalho realizado por toda equipe da educação de trânsito da STTP. “Conseguimos atingir um público de mais de 4000 expectadores, durante as palestras realizadas nas escolas, faculdades e empresas. E isso é fantástico, é motivo para comemoramos”, disse o dirigente.

José Marques também reconheceu a importância das parcerias e adesões com a iniciativa privada e instituições, a exemplo do Assai Atacadista, Faculdade Mauricio de Nassau, e Sitrans Vale Mais Card, contribuindo significantemente para o sucesso do Movimento Maio Amarelo 2015.

Com o início da solenidade de encerramento das atividades do “Maio Amarelo”, houve a explanação do “Mapeamento dos pontos críticos e caracterização dos acidentes de trânsito no município de Campina Grande”. Os dados referentes ao ano de 2014, foram apresentados pelo agente de transito Erivaldo Araújo, responsável pelo setor de estatísticas da STTP.

O levantamento dos dados apresentados objetiva explanar as maiores causas de acidentes de trânsito na cidade, para quantificar e estudar a probabilidade de ocorrências dos diversos tipos de acidentes; caracterizar e Identificar os locais de maior frequência; Elaborar o mapa da violência no Trânsito, e monitorar os locais identificados após a implantação de melhorias seja em Engenharia, Educação e ou Fiscalização.

DA FROTA E POPULAÇÃO:

De acordo com os estudos, a frota da cidade cresceu no ano de 2014 5,4% passando de 142.277 para 149.975 veículos a população cresceu 0,7% passando de 400.002 para 402.912 observou-se que a frota de veículos cresceu num ritmo bem mais acelerado que a população, aproximadamente 8 vezes, o que mostra um crescimento do nº de veículos por pessoas.

DOS ACIDENTES E CUSTOS:

Os 4.438 acidentes ocorridos no ano de 2014 provocaram ferimentos em 3.669 pessoas mostrado um aumento de 11,2 em relação ao ano de 2013.

O número de vítimas fatais gerados pelos acidentes nas ruas de campina grande diminuiu 30% em relação a 2013, passando de 70 para 49 mortes no ao de 2014. O número de óbitos no 1º trimestre de 2015 foi de 6, caso continue nessa mesma perspectiva, espera-se que a taxa de mortalidade caia ainda mais no final de 2015.

De acordo com a gravidade dos acidentes e os custos causados por estes foi registrado no ano de 2014, 1.142 acidentes com danos materiais com um custo aproximado, para a população e aos cofres públicos de R$ 19.231.280 reais.

3.248 acidentes com feridos gerando um custo de 279.431.936 reais; Os acidentes com vítimas fatais, num total de 48 gerou um custo de R$ 20.080.368 reais. Observa-se que o custo de um acidente fatal equivale a 25 vezes o custo de um com danos materiais e 5vezes o custo de um acidente com vítimas não fatais.

A média de acidente por mês foi de 369,8 aumentando 5,9% em relação a 2013. e a média de acidentes por dia foi de 12,2 com um aumento de 6,1% em relação a 2013.

DOS TIPOS DE ACIDENTES E VEICULOS ENVOLVIDOS:

Os tipos de acidentes mais frequentes foram quedas de moto (25,8%), colisões laterais (21,5%) e colisões traseiras(13,2%).

As motocicletas correspondem a 44,7% dos veículos envolvido nos acidentes seguido dos automóveis 39,8%. Constatou-se um aumento de 40,7% nas motocicletas envolvidas em acidente em relação a 2013. Constatou-se uma redução nos acidentes que envolvem camionetes e veículos de tração animal.

DO PERFIL DOS CONDUTORES E VITIMAS:

Traçando o perfil das vítimas e condutores envolvidos nos acidentes de trânsito, observa-se que as vítimas são na maioria masculinos (74,4%) quando a idade destas, 53,5% tem idade entre 18 e 33 anos.

Em relação aos condutores, 81,2% são masculinos com idade média de 38,3, a faixa etária mais frequente dos condutores é de 26 a 31 anos.

 DOS LOCAIS DOS ACIDENTES:

Os bairros com maior índice de acidentes são: em 1º lugar o Centro, de 09:00 as 15:00h; na sexta feira com principais tipos de acidentes: colisão lateral e traseira.

Em 2º O Catolé de 12:00 as 21:00h, na sexta feira com principais tipos de acidentes a colisão lateral. E, em 3º o bairro da Liberdade, de 12:00 as 15:00h na sexta feira, com os principais tipos a queda de motocicletas e a colisão lateral.

 Os corredores mais críticos são: Av. Mal. Floriano Peixoto, com 371 acidentes e correspondendo a 8,4% dos acidentes ocorridos nos principais corredores; BR 230, com 211 acidentes ou 4,8%, e Av. Assis Chateaubriand com 185 ou 4,2%.

Foram registrados 1.182 acidentes em cruzamentos, o que corresponde a 26,6% dos acidentes no ano. O ranking dos cruzamentos mais críticos: Av. Mal Floriano Peixoto x Almeida Barreto, e em terceiro lugar a Av. Assis Chateaubriand x Odon Bezerra com 23 acidentes, e Av. Noujain Habbib x João Quirino.

Quanto as rotatórias, foram registrados 221 acidentes, e o ranking mostra o trecho do viaduto em 1º lugar com 45 acidentes, e em 2º lugar a rotatória do Parque da Criança, com 27 acidentes.

DAS MELHORIAS:

Após implantação de equipamentos de segurança viária, os trabalhos de educação e de fiscalização, foi constatado melhorias (redução ou estagnação dos acidentes) na Av. Dinamérica. Também no cruzamento das Ruas Maximiano Machado com Silva Jardim, e no cruzamento da Floriano Peixoto com Venâncio Neiva entre outros pontos.

Todos os dados do Mapeamento dos pontos críticos e caracterização dos acidentes de trânsito no Município de Campina Grande – PB / 2014, estarão disponíveis no site www.sttpcg.com.br, a partir desta segunda-feira, 01 de junho.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO