Turistas de várias partes do país se encantam com O Maior São João do Mundo

Yago Santana, 19, estudante, de João Pessoa; Mariana Almeida, 29, é empresária, em São Paulo; e Marcelo Mendes, 30, professor, mora em Belo Horizonte. Três pessoas de profissões lugares diferentes, unidos por uma coisa em comum: o encantamento pel’O Maior São João do Mundo. Pela primeira vez eles vieram a Campina Grande conhecer a festa e ficaram deslumbrados.

Apesar da proximidade entre Campina Grande e a capital, o estudante Yago contou que nunca tinha vindo para o São João da Rainha da Borborema e se arrepende disso. “Mesmo morando tão peto, nunca tive a oportunidade de vir para o São João de Campina. Achei maravilhoso e não quero perder de vir mais vezes a esta festa maravilhosa”, disse, enquanto olhava os casais dançando na Palhoça Zé Bezerra.

A empresária Mariana Almeida e o amigo Marcelo estão em Campina Grande na casa de amigos e aproveitaram a noite deste sábado para conhecer as palhoças. Enquanto dançavam o legítimo forró, falaram sobre a vontade que sempre tiveram de conhecer O Maior São João do Mundo. Essa também é a primeira vez que os dois participam do São João de Campina e estão maravilhados com tudo o que viram.

 “Não sei dançar muito bem, mas já estou aprendendo e o que mais gostei aqui de Campina Grande foi a receptividade das pessoas e também da comida”, disse Mariana, já adiantando que em 2017 pretende voltar para prestigiar o evento. De acordo com o professor Marcelo Mendes, Mariana e outros amigos, sempre quiseram conhecer Campina Grande e sua festa junina. Vieram este ano e não se arrependeram.
“Foi umas das nossas melhores escolhas. Já viajamos por algumas cidades do Brasil, mas o período junino aqui em Campina Grande se compara a São Paulo: a cidade literalmente não para durante os 30 dias. É Avião do Forró, Locomotiva Forrozeira, Sitio São João, enfim, são várias atividades que não dá para ficar parado. Já estou triste porque preciso voltar para minha cidade na próxima terça-feira”, lamentou.

A programação deste sábado na Pirâmide e palhoças, como de costume, atraiu centenas de forrozeiros, graças às apresentações dos trios, que tocam o autêntico e legítimo forró de raiz. Na Pirâmide, o arrasta-pé foi animado pelos trios Forró Autenticando, Pimenta da Terra e Forró de Mãe e Filho.

Na Palhoça Zé Bezerra, as apresentações ficaram por conta dos trios Luar do Sertão, Abdias de Novo, Casa de Palha e do sanfoneiro Diomedes Filho. Quem esteve na Palhoça Seu Vavá, dançou muito forró ao som dos trios Campeão Virado, Estrela Musical, Chamego Bom e Ki Loucura. Já no Palco Cultural Zé Lagoa, o arrasta-pé ficou sob o comando dos trios Os Cabras de Picuí, Babado Nordestino, Ripa na Chulipa e pela cantora Janine Lima.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO