UPA realizou quase 100 mil atendimentos em 2014

upa2014_3A Unidade de Pronto Atendimento Campina Grande, a UPA Dr. Raimundo Maia de Oliveira, que funciona no bairro Alto Branco, realizou 98.489 atendimentos no ano de 2014. A maior parte dos procedimentos (81,4%) foi prestada aos usuários do município e os demais (18,6%) aos moradores de outras cidades. Para qualificar e dar mais agilidade ao atendimento na unidade de saúde, a Prefeitura vem promovendo melhorias na estrutura do serviço.

De acordo com o levantamento do setor de estatística da UPA, a maioria dos procedimentos realizados no ano passado foi para a especialidade de clínica médica (64.318), seguida da ortopedia (19.766). Na pediatria, o total de atendimentos chegou a 13.044 e os casos de cirurgia bucomaxilo totalizaram 1.361 procedimentos.

Além desses dados, muitos pacientes passaram pelos setores de triagem e classificação de risco da unidade, espaços onde os pacientes são classificados de acordo com o problema de saúde que apresentam. Nestes locais, eles são encaminhados para a área certa da UPA ou, caso necessitem de uma especialidade não oferecida pelo serviço, são encaminhados para a unidade mais coerente para o tipo de atendimento que necessitam.

Segundo a direção da UPA, que é de porte três, estão entre as principais causas de atendimentos na unidade as viroses, doenças diarreicas, pulmonares e cefaleias (dores de cabeça). Na maioria dos casos, são doenças sazonais, que acontecem de acordo com o período do ano, assim como os problemas respiratórios em época de frio. Março foi o mês com o maior número de atendimentos – mais de seis mil.

Avanços – Em 2014, a UPA passou a contar o serviço de telemedicina para diagnóstico avançado de doenças do coração, com eletrocardiograma digital transmitindo informações em tempo real do paciente pela internet para o Instituto do Coração – Incor, em São Paulo. “Este diagnóstico otimiza o tempo de resposta e é possível saber se o paciente está tendo um infarto mais rapidamente. Assim, o estabilizamos, já que temos Unidade de Terapia Semi-Intensiva, e enviamos para as unidades hospitalares com diagnóstico preciso”, explicou o diretor da unidade, Amaro Jorge.

O diretor ressaltou ainda que no ano passado foi implantado, com recursos próprios, o laboratório de exames dentro da própria unidade, o que acelerou os atendimentos. “Antes do laboratório, os exames eram realizados em outros serviços e demoravam até quatro horas entre a coleta, transporte e a entrega do resultado. Agora, conseguimos fazer tudo isso em menos de dez minutos, diminuindo significativamente os riscos de complicações para os pacientes”, destacou o médico.

Avaliação – O número de atendimentos na UPA em 2014 foi menor que o registrado em 2013, quando foram realizados mais de 106 mil atendimentos. Para a secretária municipal de saúde, Luzia Pinto, esse fenômeno, que normalmente tende a ser o contrário, aconteceu em função da estruturação de outras unidades. “Com o fortalecimento da Atenção Básica, inclusive com a abertura da Policlínica das Malvinas e ampliação do horário de atendimentos no Centro de Saúde Dr. Francisco Pinto no turno da noite, é natural que o usuário procure os serviços mais próximos de suas residências, desafogando os atendimentos na UPA”, avaliou.

Luzia Pinto anunciou também que o processo de atendimento na UPA será totalmente informatizado ainda no primeiro trimestre deste ano, além de outros avanços já implantados, como adequações na estrutura física do prédio, que vão garantir a qualificação do serviço pelo Ministério da Saúde. “A qualificação da UPA é uma das prioridades do prefeito Romero Rodrigues para a saúde, pois vai possibilitar trazer mais recursos para custeio dos serviços da unidade e, consequentemente, melhorando ainda mais a qualidade do atendimento prestado ao cidadão”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO