Vacina contra HPV é aplicada em meninas com idade entre 9 e 10 anos

vacina_hpvDesde o início deste ano a faixa etária para aplicação da primeira dose da vacina contra o papilomavírus humano (HPV), usada na prevenção de câncer de colo do útero, foi alterada. Agora, as meninas com idade entre 9 e 11 anos podem ser imunizadas. Antes, apenas as garotas com idade entre 11 e 13 anos é que podiam receber a vacina. Algumas pré-adolescentes de 9 ou 10 anos já procuraram as Unidades Básicas de Saúde para receber a vacina.

Com a diminuição da faixa etária, as meninas entre 12 e 13 anos ficam impedidas de receber a primeira dose. “Nós fizemos campanhas educativas, elaboramos anúncios na mídia e ampla divulgação na impressa para ressaltar a importância da vacinação, mas, infelizmente alguns pais não levaram as filhas às UBS e isso fez com que uma margem pequena de meninas não fosse protegida”, ressaltou a coordenadora de Imunização do Município, Miralva Cruz.

Contudo, mais de 90% das garotas com 13 anos e mais de 80% das com 12 anos foram imunizadas, atingido a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 80%. Assim, não receberam a vacina pouco mais de 900 adolescentes, na faixa etária entre 12 e 13 anos de idade.

“A vacina não tem efeito e nem desperta para a vida sexual, em função de o HPV ser transmitido, via de regra, por relação sexual. Se trata de uma ação consciente e responsável do pai imunizar a filha agora, pensando no futuro”, explicou Miralva. É importante que os pais não deixem para vacinar depois, pois a meta do Ministério da Saúde é uniformizar a oferta da primeira vacina até 2016 apenas para crianças de nove anos de idade.

Até o momento, em Campina Grande, foram vacinadas com a primeira dose 7.760 meninas das 9.419 que têm entre 11 e 13 anos de idade, o que representa 82,39% desta faixa da população. A Secretaria de Saúde realiza também a aplicação da segunda dose, que terminará no primeiro semestre desse ano. A segunda dose está sendo aplicada para quem tomou a primeira, há seis meses, e 35,22% das meninas já passaram por esta segunda etapa. A terceira dose é aplicada somente daqui a cinco anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO